Abertura das fronteiras da Turquia libera êxodo para Europa

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Oriente Médio, Últimas Notícias
Publicado domingo, 1 de março de 2020 as 13:16, por: CdB

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, comunicou que a UE estava “seguindo de perto e com preocupação” o fluxo de migrantes da Turquia para a Grécia e Bulgária.

Por Redação, com Sputniknews – de Ancara

A decisão turca de abrir suas fronteiras para a passagem de migrantes para a União Europeia resultou em um fluxo maciço de refugiados nas últimas horas, anunciou ministro turco do Interior turco, Suleyman Soylu. Ao todo, informou, 76.358 imigrantes atravessaram as fronteiras do país com a UE até a manhã deste domingo.

Milhares de imigrantes sírios cruzaram a fronteira entre a Turquia e países europeus, nas últimas horas
Milhares de imigrantes sírios cruzaram a fronteira entre a Turquia e países europeus, nas últimas horas

Anteriormente, o número anunciado de refugiados que cruzaram a fronteira da Turquia para a Europa era de 47.113 desde 29 de fevereiro. Na véspera, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, comunicou que a UE estava “seguindo de perto e com preocupação” o fluxo de migrantes da Turquia para a Grécia e Bulgária.

“A nossa principal prioridade nesta fase é garantir que a Grécia e a Bulgária tenham o nosso total apoio. Estamos prontos para fornecer apoio adicional, incluindo através da Frontex [Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira] na fronteira terrestre”, escreveu Von der Leyen, em uma rede social.

Refugiados à Europa

Centenas de migrantes da Síria, Paquistão, Irã e Iraque foram vistos se deslocando em direção às fronteiras da Turquia com a Bulgária e a Grécia pouco depois do anúncio de Ancara de que não impediria mais a chegada de migrantes e refugiados à Europa, por terra e por mar.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, anunciou no dia 28 de fevereiro a abertura da fronteira turca na cidade de Edirne, que faz fronteira com a Grécia, quebrando assim o acordo de Ancara com Bruxelas sobre os migrantes que tentam chegar à Europa. Esta medida foi uma resposta à morte de 33 soldados turcos na Síria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *