Acidente com ônibus e carreta deixam mortos e feridos em Goiás

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018 as 14:51, por: CdB

Segundo informações do portal G1, a empresa Expresso Guanabara, sediada em Fortaleza (CE) e responsável pelo ônibus, disse que o veículo saiu de Cajazeiras, na Paraíba, com destino a Goiânia

Por Redação, com Sputnik e Brasília – de Brasília:

Uma carreta e um ônibus bateram de frente em um grave acidente na manhã desta quinta-feira, BR-020, na cidade de Formosa, no Estado de Goiás. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ao menos seis mortes já estão confirmadas e mais de 20 pessoas ficaram feridas.

Uma carreta e um ônibus bateram de frente em um grave acidente na manhã desta quinta-feira, BR-020

Os bombeiros do Distrito Federal ajudaramm no atendimento às vítimas com um helicóptero e sete ambulâncias.

Segundo informações do portal G1, a empresa Expresso Guanabara; sediada em Fortaleza (CE) e responsável pelo ônibus, disse que o veículo saiu de Cajazeiras, na Paraíba, com destino a Goiânia.

A colisão ocorreu no KM 45 da rodovia, entre os povoados de JK e Bezerra. A pista está interditada nos dois sentidos.

Estrada do DF ficará 20 dias interditada

O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) informou nesta quinta que a interdição de uma pista da Estrada Parque Guará (EPGU); que leva cerca de 90 mil veículos diariamente, da cidade-satélite do Guará 2 à L4 Sul; deverá durar 20 dias. A faixa fechada é no sentido Guará-Piloto.

O trecho foi bloqueado por volta das 14h de quarta-feira, quando peritos decidiram isolar uma área de 200 metros devido ao risco de desmoronamento. A decisão endossou uma orientação da Defesa Civil.

– O DER, em parceria com a Defesa Civil, fez sobrevoos no local, a partir dos quais; foi verificado deslocamento de terra na lateral da pista. Para diminuir a sobrecarga na via e os riscos de agravar a situação; a pista da direita ficará interditada até; que seja dada uma solução ao problema – diz a nota do DER-DF.

A autarquia, que tem administrado também as consequências do desabamento de um viadutono centro da capital federal no início deste mês; disse à reportagem que, no caso da EPGU, ainda não pode precisar nem quais serão os reparos que serão feitos, tampouco estimar quanto custarão.

De acordo com informações da assessoria de comunicação do governo do Distrito Federal, como a EPGU contorna o Jardim Zoológico de Brasília e, ainda; o Parque Ezechias Heringer, que é zona de preservação ambiental, foi necessária a anuência do Instituto Brasília Ambiental (Ibram); para o início da reforma, que informou que, “por ser emergencial”, está “prontamente autorizado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *