Acidente em ferrovia deixa mortos e feridos na Dinamarca

Arquivado em: Europa, Manchete, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 2 de janeiro de 2019 as 10:14, por: CdB

As autoridades dinamarquesas ativaram o alerta nacional pelo acidente e pela alta do nível do mar provocada pelo temporal em algumas regiões.

Por Redação, com EFE – de Copenhague

Seis pessoas morreram e 16 ficaram feridas nesta quarta-feira em um acidente ferroviário na ponte do estreito de Grand Belt (Dinamarca) ocorrido durante um temporal, informou a companhia Ferrovias Estatais Dinamarquesas (DSB).

Fortes ventos causam acidente em ponte ferroviária na Dinamarca

O acidente aconteceu por volta das 7h30 (horário local, 4h30 de Brasília), quando uma mercadoria de um trem de carga que circulava em direção à ilha de Fiônia se soltou e atingiu uma composição de passageiros que viajava no sentido contrário, rumo a Copenhague.

– Ainda não sabemos com exatidão qual é a causa, mas podemos confirmar que mercadorias caíram do trem sobre a ferrovia e que o outro trem passou por cima delas e sofreu danos consideráveis por esse motivo – declarou o inspetor chefe Lars Bræmhøj, da polícia de Fiônia.

Segundo a DSB, que já tinha informado o número de mortos horas antes, no trem de passageiros viajavam 134 pessoas, sendo três membros da tripulação.

As autoridades dinamarquesas ativaram o alerta nacional pelo acidente e pela alta do nível do mar provocada pelo temporal em algumas regiões.

O tráfego ferroviário continua interrompido na ponte, que também comporta o transporte rodoviário e liga as ilhas de Fiônia e Zelândia e é uma das principais vias de comunicação do país, enquanto o trânsito para automóveis já foi reaberto, mas com velocidade reduzida devido ao temporal.

Este foi o maior acidente ferroviário em 30 anos na Dinamarca, desde que em 1988 oito pessoas morreram e 72 ficaram feridas quando um trem descarrilou na cidade de Sorø.

– O trágico acidente na ponte do Grande Belt com muitos mortos e feridos chocou a todos. Dinamarqueses comuns a caminho do trabalho ou de volta para casa após as férias de Natal viram suas vidas quebradas em pedaços. É uma desgraça – escreveu em sua conta no Twitter o primeiro-ministro da Dinamarca, Lars Løkke Rasmussen.

O temporal Alfrida provocou nas últimas horas alterações no tráfego de trens devido a quedas de árvores sobre as ferrovias, assim como um aumento do nível da água em várias partes do país, o que levou as autoridades a emitirem um aviso de alerta por tempo “muito perigoso”.

A ponte do Estreito de Öresund, que liga Copenhague a Malmö (Suécia), também permaneceu fechada durante várias horas, enquanto mais de 100 mil casas suecas ficaram sem energia nesta quarta-feira por causa do temporal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *