Acidentes deixam um morto e 53 feridos no feriadão

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 15 de outubro de 2018 as 13:32, por: CdB

O número de acidentes e vítimas é bem menor do que o de 2017, quando, de 12 a 15 de outubro, houve 86 acidentes, com 97 feridos e três mortos.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

Acidentes nas rodovias federais deixaram um morto e 53 feridos em estradas federais que cortam o estado do Rio de Janeiro. O total se refere ao feriadão de Nossa Senhora de Aparecida.

Acidentes deixam um morto e 53 feridos no feriadão em estradas do Rio

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, entre os 50 acidentes registrados entre 11 e 14 de outubro, o mais grave foi o atropelamento de um pedestre na BR-040, na altura de Duque de Caxias, em que a vítima morreu.

O número de acidentes e vítimas é bem menor do que o de 2017, quando, de 12 a 15 de outubro, houve 86 acidentes, com 97 feridos e três mortos.

No total, foram registradas 2.241 infrações, sendo 286 ultrapassagens proibidas e 283 conduções de veículos sem que o motorista e/ou passageiro estivesse com o cinto de segurança.

Também foram feitos 1.739 testes de alcoolemia, que resultaram em 16 autuações. Ao todo foram recolhidas 25 carteiras de motorista, 112 documentos de veículos e 13 automóveis.

Forças Armadas e PF

Militares e policiais federais fizeram nesta segunda-feira uma operação no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. As forças federais fazem incursões dentro da comunidade e um cerco no entorno.

As ações, que envolvem 1.070 militares das Forças Armadas e 30 policiais federais, também incluem revistas de veículos e pessoas. Blindados e aeronaves estão sendo usados na operação.

Devido à ação, são esperadas interdições de vias e o controle do espaço aéreo, com restrição para aeronaves civis.

Desde julho do ano passado, militares fazem operações em favelas e rodovias no Rio de Janeiro. A segurança pública do estado está sob intervenção federal desde fevereiro deste ano.