Adesanya, o nigeriano que bateu em Anderson Silva e em Borrachinha

Arquivado em: Esportes, Últimas Notícias
Publicado domingo, 4 de outubro de 2020 as 12:37, por: CdB

Jovem campeão do UFC e tem destruído atletas da organização

A renovação de lutadores que praticam o MMA no mundo é rápida. Há alguns anos, a categoria dos médios do UFC era dominada por brasileiros como Anderson Silva e Vitor Belfort. Os gringos Chael Sonnen e Chris Weidman estavam no páreo entre os tops da categoria. Mas isso mudou.

Adesanya vem demonstrando alto rendimento no octógono
Adesanya vem demonstrando alto rendimento no octógono

O nome do momento entre os médios é Israel Adesanya, um nigeriano de Lagos que tem amassado todos os seus oponentes sem dó nem piedade. Com um jogo de pernas envolventes, rapidez e golpes precisos, ele é o campeão da categoria e promete manter essa situação por muito mais tempo.

Sua última defesa de cinturão aconteceu na vitória contra Paulo Borrachinha. Os dois trocaram muitas provocações antes da luta e chegaram a se estranham na encarada que antecedeu o evento. No octógono, o brasileiro não teve chance e foi completamente dominado pelo nigeriano. Quem apostou no nigeriano em sites como https://apostasesportivas365.com/, se deu bem.

A cada luta, a curiosidade para descobrir e conhecer mais sobre a história de Adesanya cresce. Ele é visto não só como o presente do UFC, mas também o futuro da maior organização do mundo de lutas de MMA. E toda essa pressão parece não abalá-lo neste momento.

Em 20 lutas em toda sua carreira, o nigeriano está invicto. Segundo o Sherdog, um dos maiores sites de MMA do mundo, Adesanya tem 15 vitórias por nocaute e cinco por decisão dos juízes. Em seu currículo constam vitórias contra Anderson Silva, Yoel Romero e Robert Whitaker.

Nascido na Nigéria, o atual rei dos médios do UFC teve a sorte de nascer em uma família bastante rica em Lagos, a capital do país. Aos 11 anos, sua família decidiu se mudar para a Nova Zelândia para entrar em contato com novas formas de educação e conhecer novas culturas. Mas esse processo não foi nada fácil.

O atual rei do UFC diz que sofreu bullying na escola e muitas vezes se sentiu o estranho. Ele não gostava de esportes durante o ensino médio e seu principal interesse era o anime japonês. Uma carreira vitoriosa no UFC quase foi aniquilada pela falta de apoio. 

Antes de embarcar em uma carreira de artes marciais mistas, Adesanya também teve uma carreira de boxe fugaz que terminou com um recorde de 5-1. Naturalmente, ele já disse que poderia ter sido um dos maiores boxeadores da história se tivesse se aplicado ao esporte. Esse cara não tem problemas com autoestima.

Aliás, ele já mira futuros oponentes. O seu sonho é subir de categoria e enfrentar o norte-americano Jon Jones nos meio-pesados. Será que isso vai acontecer? Vamos esperar!