Afegã dá à luz em avião de resgate após pouso na Alemanha

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado domingo, 22 de agosto de 2021 as 11:55, por: CdB

 

A Força Aérea dos Estados Unidos disse que a mulher começou a ter complicações, devido à menor pressão do ar no avião, quando a aeronave estava em sua altitude de voo, normalmente acima de 8,5 mil metros de altura.

Por Redação, com DW – de Berlim

Uma mãe afegã deu à luz uma menina logo após pousar neste sábado na base aérea de Ramstein, na Alemanha, a bordo de um voo militar americano. A informação foi divulgada neste domingo pela Força Aérea dos EUA.

Mãe e família desembarcam do Boeing em base aérea após parto

Em uma postagem no Twitter, o Comando de Mobilidade Aérea dos Estados Unidos disse que a mulher entrou em trabalho de parto a bordo de uma aeronave de transporte Boeing C-17 durante a segunda etapa de sua viagem de fuga de Cabul, no Afeganistão. O voo partiu de uma base no Oriente Médio para a base aérea americana na Alemanha.

A Força Aérea dos Estados Unidos disse que a mulher começou a ter complicações, devido à menor pressão do ar no avião, quando a aeronave estava em sua altitude de voo, normalmente acima de 8,5 mil metros de altura.

“O comandante da aeronave decidiu baixar de altitude para aumentar a pressão do ar na aeronave, o que ajudou a estabilizar e salvar a vida da mãe”, informou a postagem, reproduzida no site da emissora americana CNN.

Ponto trânsito para afegãos

Assim que o avião pousou na base de Ramstein, o pessoal do 86º Grupo Médico da Força Aérea ajudou no parto do bebê no compartimento de carga do C-17, acrescentou a postagem. Mãe e bebê foram transportados para um centro médico próximo, onde passam bem.

Ramstein é a maior base aérea norte-americana fora dos EUA. O local passou a ser usado como um importante ponto de trânsito para resgatados do Afeganistão, devido ao esgotamento das capacidades de uma base aérea no Catar, que vem recebendo muitos voos diretamente de Cabul.

Na sexta-feira, os voos militares de evacuação dos EUA da capital afegã foram interrompidos por quase oito horas porque a área de espera na base militar dos EUA no Qatar estava lotada, segundo autoridades

Desde o fim de julho, 22 mil pessoas foram retiradas do Afeganistão. Dessas, 17 mil foram resgatadas desde 14 de agosto. Para Ramstein, já foram transportadas cerca de 2,3 mil pessoas. Desde a noite de sexta-feira, 17 voos de C-17 aterrissaram na base americana em território alemão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code