África do Sul protesta por ter sido chamada de ‘país de merda’ por Donald Trump

Arquivado em: África, América do Norte, América Latina, Ásia, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Oriente Médio, Últimas Notícias
Publicado domingo, 14 de janeiro de 2018 as 15:16, por: CdB

O Ministério de Relações Exteriores da África do Sul considerou os comentários, que segundo fontes o presidente norte-americano teria feito no começo da semana durante uma reunião sobre a legislação de imigração, de “grosseiro e ofensivo”.

 

Por Redação, com Reuters – de Pretória

 

A África do Sul protestou para embaixada norte-americana, em Pretória, sobre as declarações do presidente norte-americano, Donald Trump, de que imigrantes da África e do Haiti vinham de países de “merda”.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, chamou as nações pobres de países ‘de merda’

O Ministério de Relações Exteriores da África do Sul considerou “grosseiro e ofensivo” o comentário que; segundo fontes, o presidente norte-americano teria feito no começo da semana, durante uma reunião sobre a legislação de imigração. E acrescentou que a subsequente negação de Trump não era categórica.

“As relações entre África do Sul e Estados Unidos; e entre o resto da África e os Estados Unidos, devem se basear em respeito mútuo e compreensão” disse o Ministério de Relações Exteriores, em comunicado neste domingo.

Protesto

O órgão informou que pedirá explicações à embaixada dos EUA em Pretória sobre as declarações de Trump na segunda-feira.

Trump foi amplamente condenado por muitos países africanos e por organizações de direitos internacionais pelos comentários. O Ministério de Relações Exteriores de Botsuana também convocou o embaixador norte-americano em protesto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *