Agentes penitenciários encontram celulares e roteadores em Bangu 3

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 3 de abril de 2018 as 13:47, por: CdB

A ação foi feita por 120 inspetores de segurança e administração penitenciária, incluindo o Grupamento de Intervenção Tática  e o Grupamento Operações com Cães, conforme a Seap

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

Agentes penitenciários fizeram desde o início da manhã desta terça-feira uma vistoria nas celas da penitenciária Gabriel Ferreira Castilho, mais conhecida como Bangu 3, no Complexo de Gericinó, Zona Oeste do Rio.

Agentes penitenciários fizeram desde o início da manhã desta terça-feira uma vistoria nas celas da penitenciária Gabriel Ferreira Castilho

Até o momento, foram encontrados 20 celulares e dois roteadores em três celas, aparelho que redistribui sinal de internet wi-fi, segundo nota da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). A operação ainda não terminou. 

Esta é a segunda inspeção no presídio. Na semana passada, homens do Grupo de Intervenção Federal das Forças Armadas e agentes penitenciários fizeram uma revista no local em busca de aparelhos, armas e drogas. Na ocasião, apenas um celular foi apreendido. 

A ação foi feita por 120 inspetores de segurança e administração penitenciária, incluindo o Grupamento de Intervenção Tática  e o Grupamento Operações com Cães, conforme a Seap. 

De acordo com o secretário de Administração Penitenciária, David Anthony Gonçalves Alves, “as fiscalizações nas unidades prisionais sempre vão ocorrer de forma sistemática e aleatória”.

Inspeção

O Gabinete de Intervenção Federal (GIF) fez no dia 27 do mês passado inspeção em três unidades de operações especiais da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. Foram vistoriados; ao mesmo tempo, os Batalhões de Polícia de Choque (BPChq), de Ações com Cães (BAC) e o Grupamento Aeromóvel (GAM).

As comissões de inspetores foram recepcionadas pelos comandantes das respectivas unidades às 8h. O chefe do GIF, General Mauro Sinott; participou da Inspeção no BPChq. No BAC o responsável foi o Coronel Menescal e no GAM; a comissão foi liderada pelo Coronel Gonçalves.

Assim como na inspeção da semana passada no Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope); não houve conversa com a imprensa no início do trabalho e não há previsão de divulgação de balanço pelo gabinete nem pela PM.

As vistorias

As vistorias do GIF começaram pelo Batalhão de Bangu (14º BPM); em Gericinó, na zona oeste da cidade, no dia 14. O objetivo é fazer um diagnóstico das áreas funcionais; para identificar as dificuldades e resgatar a capacidade operacional da unidade.

Bangu 3

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou que está fazendo; também na manhã , uma varredura na Penitenciária Gabriel Ferreira Castilho; conhecida como Bangu 3, em Gericinó; para “apreender materiais ilícitos ou cuja posse não seja autorizada”.

A operação conta com o apoio logístico das Forças Armadas, no contexto do Decreto Presidencial de Garantia da Lei e da Ordem; dentro do Plano Nacional de Segurança Pública, assinado em 28 de julho de 2017.

Participam 120 inspetores de Segurança e Administração Penitenciária e 220 militares do Exército e do Batalhão de Engenharia; além do apoio do Gerenciamento de Crise do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).

As fiscalizações nas unidades prisionais fazem parte do planejamento iniciado no final de janeiro; quando David Anthony Gonçalves Alves assumiu a Secretaria. Segundo a Seap; um balanço deve ser divulgado no final do dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *