Al Qaeda da Península Arábica assume ataque a tiros em base naval nos EUA

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020 as 12:44, por: CdB

Uma gravação de áudio supostamente da Al Qaeda da Península Arábica atribuiu ao grupo militante islâmico um ataque a tiros fatal realizado em uma base naval dos Estados Unidos.

Por Redação, com Reuters – do Cairo

Uma gravação de áudio supostamente da Al Qaeda da Península Arábica atribuiu ao grupo militante islâmico um ataque a tiros fatal realizado em uma base naval dos Estados Unidos em Pensacola, na Flórida, mas sem fornecer provas.

Principal portão da base de Pensacola, na Flórida
Principal portão da base de Pensacola, na Flórida

“Parabenizamos nossa nação muçulmana e apoiamos a operação do herói mártir, o ousado cavaleiro Muhammad bin Saeed Al-Shamrani”, disse o áudio, divulgado pela filial iemenita da Al Qaeda.

Três pessoas foram mortas no ataque.

À agência inglesa de notícias Reuters não conseguiu verificar a autenticidade da gravação.

Uma fonte do governo dos EUA a par de análises e relatos oficiais disse que seu país não acredita na afirmação da Al Qaeda da Península Arábica de que o agressor saudita que agiu na Flórida o fez pelo grupo ou em seu nome.

O grupo

A fonte disse que o grupo pode ter feito a afirmação para rebater relatos dos últimos dias sobre o assassinato de seu líder em um ataque com drone.

Relatos surgidos no Iêmen nos últimos dias levaram a crer que Qassim al-Raymi morreu em um ataque com drone ocorrido em Marib.

À Reuters não conseguiu verificar tais relatos.

Uma fonte do governo iemenita disse à Reuters que houve um ataque com drone em Marib, mas que a vítima fatal não é Raymi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *