Alemanha e França lançam aliança de multilateralistas

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 3 de abril de 2019 as 11:19, por: CdB

Berlim e Paris veem a cooperação internacional ameaçada e querem fortalecê-la com uma nova frente. Outros países, como Canadá, Reino Unido e Japão, comprometeram-se com participação ativa.

Por Redação, com DW – de Berlim/Paris

Alemanha e França lançaram o que os dois países classificaram de uma aliança de multilateralistas. Num encontro em Nova York na terça-feira, o ministro alemão das Relações Exteriores, Heiko Maas, e seu colega francês, Jean-Yves Le Drian, acertaram a cooperação no projeto.

“O projeto todo não é dirigido contra ninguém”, disse Le Drian

– O multilateralismo está ameaçado em seu funcionamento – disse Maas. O objetivo da iniciativa é fortalecer organizações internacionais e uma ordem mundial baseada em regras para evitar um “todos contra todos” no cenário global. Os tópicos da nova rede podem variar de desarmamento a proteção dos direitos humanos.

Maas e Le Drian estiveram num almoço de trabalho com representantes de outros 15 países que demonstraram interesse em se unir à aliança. De acordo com informações de círculos diplomáticos, entre os países particularmente comprometidos com o projeto estão Canadá e Japão, assim como Reino Unido, Índia, Indonésia, México e Austrália.

O ministro francês afirmou que a aliança pretende se reunir em nível ministerial à margem da Assembleia Geral da ONU em setembro e apresentar iniciativas iniciais. Maas classificou a cooperação como uma fusão de “teamplayers convictos”.

Le Drian apontou que o crescente questionamento das instituições internacionais, como a ONU, e de seus princípios motivou a criação do projeto. Mas a cooperação internacional segue “a melhor garantia de paz duradoura”, advertiu ele.

Os Estados que se apegam às Nações Unidas estão em maioria, mas, segundo o francês, isso nem sempre é visível. Portanto, esses países teriam que “unir forças”, e a aliança está aberta a quem queira participar.

Maas já havia citado a iniciativa de uma “aliança de multilateralistas” em julho de 2018, dizendo que ela também está aberta para os Estados Unidos. “No final das contas, todo mundo tem que decidir de que lado está.”

Nos dois primeiros anos de governo, o presidente dos EUA, Donald Trump, tem seguido uma política externa protecionista – ele rompeu vários acordos internacionais e questionou as organizações internacionais. “O projeto não é dirigido contra alguém, a menos que seja alguém que se opõe ao multilateralismo”, disse Le Drian.

Os multilateralistas são uma maioria que há muito tempo estava calada porque presumiu que o multilateralismo fosse algo óbvio e manifesto, afirmou. “Mas esse não é mais o caso”, enfatizou o ministro francês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *