Alemanha planeja estender lockdown até fim de março

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 2 de março de 2021 as 13:55, por: CdB

O governo da Alemanha planeja estender até 28 de março o lockdown em vigor no país, segundo informações divulgadas nesta terça-feira pela imprensa alemã. Essa será a quarta prorrogação do confinamento imposto em 16 de dezembro com o objetivo de conter o avanço da pandemia de covid-19 no país.

Por Redação, com DW – de Berlim

O governo da Alemanha planeja estender até 28 de março o lockdown em vigor no país, segundo informações divulgadas nesta terça-feira pela imprensa alemã. Essa será a quarta prorrogação do confinamento imposto em 16 de dezembro com o objetivo de conter o avanço da pandemia de covid-19 no país.

Maioria dos estabelecimentos comerciais na Alemanha está fechada desde 16 de dezembro

A decisão sobre o lockdown, que deveria terminar em 7 de março, será tomada pela chanceler federal alemã, Angela Merkel, e os governadores dos 16 Estados em reunião que ocorrerá nesta quarta-feira. O governo pretende, porém, flexibilizar algumas das medidas em vigor.

Apesar de o lockdown ter sido fundamental para reduzir o número de infecções e mortes no país, a circulação de novas variantes do coronavírus na Alemanha tem levado a um aumento dos casos nos últimos dias. Além disso, a vacinação no país ocorre em passos lentos devido à escassez de doses. Por isso, o governo prevê uma flexibilização provisória.

Merkel e os governadores trabalham numa proposta para a reabertura de estabelecimentos comerciais em regiões que conseguirem reduzir a incidência de covid-19 por 100 mil habitantes para um patamar abaixo de 35, na média de sete dias, permitindo que as cadeias de infecção possam ser rastreadas novamente.

O que prevê o plano

Segundo um esboço do plano ao qual a imprensa alemã teve acesso, algumas lojas poderão reabrir a partir de 8 de março mesmo em regiões que não atingirem o patamar de incidência. Entre esses estabelecimentos estão floriculturas, livrarias, lojas de jardinagem e estúdios de tatuagem, além de salões de manicure e massagem.

A Alemanha pretende também flexibilizar as restrições de contato. Atualmente, os encontros privados são permitidos apenas para os moradores de uma mesma residência com no máximo uma pessoa de fora. A partir de 8 de março será permitido o encontro de moradores de duas residências, porém, com um máximo de cinco pessoas presentes.

Apesar das flexibilizações, o governo pretende ainda pedir que os alemães evitem viagens durante o feriado da Páscoa.

Já bares, restaurantes, hotéis, academias de ginástica, cinemas, teatros e diversos estabelecimentos comerciais deverão seguir fechados até que a taxa de incidência por 100 mil habitantes seja estabilizada num patamar abaixo de 35.

O plano prevê ainda o aumento da capacidade de testagem, além da expansão da campanha de vacinação. Empresas deverão ser obrigadas a oferecer a funcionários que não estão em trabalho remoto dois testes rápidos por semana. Já o governo federal também pretende disponibilizar testes rápidos gratuitos a todos os cidadãos.

Com relação à vacinação, o plano estabelece que, a partir de abril, os alemães poderão tomar a vacina contra a covid-19 não somente em centros de imunização abertos para esse fim, mas também em consultórios médicos.

Lockdown e reabertura

Um lockdown mais rígido foi imposto na Alemanha em 16 de dezembro, após uma tentativa de bloqueio parcial no início de novembro não ter sido capaz de conter a explosão de casos no país. Na ocasião, o comércio e as escolas permaneceram abertos, enquanto foram impostas severas restrições a shows, hotéis e academias de ginástica.

Mas nem as medidas mais rígidas adotadas a partir da segunda metade de dezembro surtiram o efeito esperado. Naquele mês, a Alemanha chegou a registrar recordes de mais de mil óbitos por dia, além de um forte aumento no número de infecções. A situação levou várias lideranças políticas a pedirem a ampliação das medidas de contenção.

Inicialmente previsto para terminar em 10 de janeiro, o lockdown foi então estendido até o fim de janeiro e, em seguida, prorrogado novamente até 14 de fevereiro, e depois até 8 de março.

Em meados de fevereiro, porém, foram iniciadas algumas medidas de flexibilização, como a reabertura de escolas e jardins de infância em diversos Estados. Já salões de beleza reabriram em 1° de março.

As medidas restritivas em vigor ajudaram a reduzir consideravelmente o número de novas infecções. No entanto, com a circulação de novas variantes do coronavírus no país, os casos voltaram a subir nos últimos dias.

Nesta terça-feira, a Alemanha registrou mais 358 mortes associadas à covid-19, elevando o total para 70.463 desde o início da pandemia. O país contabilizou 3.943 infecções em 24 horas, o que fez o número de casos acumulados passar de 2,45 milhões.

A Alemanha iniciou no fim de dezembro sua campanha nacional de vacinação. Até o momento, mais de 4 milhões dos 83 milhões de habitantes do país receberam pelo menos a primeira dose da vacina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code