Alemanha prorroga suspensão do reagrupamento familiar para imigrantes

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018 as 14:02, por: CdB

A extensão desta medida restritiva, que prevalece na Alemanha desde março de 2016, foi fortemente criticada por partidos de oposição como Os Verdes e os pós-comunistas da esquerda

Por Redação, com DPA – de Berlim:

Após um acalorado debate, o Parlamento alemão (Bundestag), prorrogou nesta sexta-feira, até o final de julho, o projeto de lei que impede que refugiados com permissão de estadia temporária no país levem seus parentes para a Alemanha. A informação é da agência de notícias alemã DPA.

Parlamento alemão (Bundestag)

Com 376 votos a favor, 298 contra e quatro abstenções, os deputados alemães deram luz verde a uma proposta; que já havia sido acordada pelo bloco conservador liderado pelo partido União Democrata Cristã (CDU) da chanceler Angela Merkel e pelo Partido Social-Democrata (SPD); as duas partes que compõem o Executivo atual; e que aspiram a reeditar um novo acordo de governo de coalizão para os próximos quatro anos.

– Nosso compromisso defende a humanidade e a responsabilidade, a integração e a limitação; a generosidade e o realismo – afirmou no Bundestag o ministro do Interior, o conservador Thomas de Maizière.

A extensão desta medida restritiva, que prevalece na Alemanha desde março de 2016; foi fortemente criticada por partidos de oposição como Os Verdes e os pós-comunistas da esquerda, bem como por numerosas organizações de direitos humanos e ONGs que ajudam os solicitanttes de asilo no país. “Esta lei é arbitrária, moralmente duvidosa e desumana”; denunciou o líder parlamentar da esquerda, Dietmar Bartsch.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *