Aliados apresentam nova lista para nomear Eduardo líder do PSL na Câmara

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 21 de outubro de 2019 as 12:14, por: CdB

A nova lista tem 29 nomes e foi protocolada às 9h30 desta segunda-feira na Secretaria-Geral, que agora irá conferir se as assinaturas são válidas.

Por Redação, com Reuters e Agências de Notícias – de Brasília

O líder do governo na Câmara, deputado Vitor Hugo (PSL-GO), apresentou uma nova lista nesta segunda-feira à Secretaria-Geral da Mesa Diretora da Casa para nomear o deputado Eduardo Bolsonaro (SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, como novo líder do partido.

Segundo a assessoria de Vitor Hugo, a nova lista tem 29 nomes e foi protocolada às 9h30 desta segunda-feira na Secretaria-Geral, que agora irá conferir se as assinaturas são válidas.

Na última semana, os bolsonaristas apresentaram duas listas para tentar nomear Eduardo como líder do partido na Câmara no lugar do deputado Delegado Waldir
Na última semana, os bolsonaristas apresentaram duas listas para tentar nomear Eduardo como líder do partido na Câmara no lugar do deputado Delegado Waldir

O PSL vive nas últimas semanas uma disputa interna entre o grupo de Jair Bolsonaro e seus filhos e uma ala concorrente que apoia o presidente da sigla, deputado Luciano Bivar (PE).

Na última semana, os bolsonaristas apresentaram duas listas para tentar nomear Eduardo como líder do partido na Câmara no lugar do deputado Delegado Waldir (GO), que é ligado a Bivar, mas não conseguiram efetuar a troca.

Embaixada dos EUA

Na última semana, a imprensa nacional informou que o presidente Jair Bolsonaro teria suspendido indicação do seu filho, Eduardo Bolsonaro, para assumir o comando da embaixada do Brasil nos Estados Unidos.

Segundo fontes relacionadas ao Eduardo Bolsonaro, a possibilidade do presidente indicar o filho para o posto de Embaixador do Brasil em Washington em 2019 seria praticamente nula, informou a revista. O motivo da suspensão seria a crise no atual partido do presidente, PSL, o que colocaria em questão os votos no Senado para a aprovação da indicação.

Eduardo Bolsonaro se reuniu com o pai na manhã desta quinta-feira para discutir a crise no partido bem como a votação para a liderança do governo no Congresso.

A Câmara dos Deputados validou na última quinta-feira a lista de assinaturas que apoia a manutenção de Delegado Waldir (PSL-GO) na liderança do PSL na Câmara. A ala do partido que apoia o presidente Jair Bolsonaro pretendia nomear Eduardo como presidente do partido na Câmara.

“Comunismo matou o mais do que o nazismo”

“O comunismo matou mais do que o nazismo,ambos sistemas nefastos”. A declaração foi feita na última segunda-fera, pelo deputado federal, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Em sua conta no Twitter, Bolsonaro comparou os ex-primeiros-ministros do Reino Unido, Neville Chamberlein e Winston Churchill.

“Chamberlain, primeiro min. Reino Unido, se reuniu com Hitler e voltou para Inglaterra com um papel: o pacto de não agressão e disse “trago tempos de paz”. Um “louco” gritava que aquilo não daria certo. Hitler ignorou o pacto, vivemos a 2ªGM e o “louco” Churchill venceu Hitler”, escreveu.

“O comunismo matou mais do que o nazismo,ambos sistemas nefastos. Hoje pessoas parecem ter esquecido nosso passado recente e querem dialogar com aqueles que estavam nos botando nos mesmo caminho da Venezuela. Vc prefere ser um isentão como Chamberlain ou um louco como Churchill?”, escreveu 03.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *