Amazonas recebe mais vacinas contra sarampo

Arquivado em: Saúde, Últimas Notícias, Vida & Estilo
Publicado quinta-feira, 29 de março de 2018 as 12:15, por: CdB

O reforço foi solicitado pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam), por meio da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), e deixará o Estado com estoque

Por Redação, com ACS – de Brasília:

O Ministério da Saúde (MS) enviou para o Estado do Amazonas mais 50 mil doses da vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba. O reforço foi solicitado pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam), por meio da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), e deixará o Estado com estoque de 110 mil doses da vacina para realizar o bloqueio contra os recentes casos de sarampo registrados na capital, Manaus.

O Ministério da Saúde (MS) enviou para o Estado do Amazonas mais 50 mil doses da vacina tríplice viral, que protege contra sarampo

CAICs

Por conta do quadro epidemiológico de sarampo na capital, os 12 Centros de Atenção Integral à Criança (CAICs); da cidade estarão funcionando, excepcionalmente, nesta quinta-feira, ponto facultativo nas repartições e serviços públicos estaduais.

Balanço da FVS-AM aponta que há 17 casos suspeitos de sarampo; em investigação em Manaus. Uma equipe de técnicos da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde está em Manaus; para acompanhar os casos e dar suporte às ações realizadas pela Susam. Por meio da FVS, o trabalho está direcionado para toda a rede de saúde; tanto pública como privada; no sentido de fazer o mais precocemente a captação de casos considerados suspeitos de sarampo.

As ações

As ações de prevenção e vigilância epidemiológica estão sendo reforçadas na capital e na região metropolitana de Manaus. Entre as medidas imediatas está a intensificação da vacinação pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Em ação conjunta entre Estado e Prefeitura; será feita uma mobilização nas áreas onde os casos foram identificados; com vacinação de casa em casa. Será realizado, também, um trabalho de orientação nas creches e escolas.

Calendário

A primeira dose da vacina Tríplice Viral deve ser aplicada aos doze meses de idade. Uma segunda dose, com a Tetraviral, deve ser aplicada aos 15 meses de idade. Na faixa-etária de 02 a 29 anos, recomenda-se administrar duas doses da Tríplice Viral e, de 30 a 49 anos, uma dose da Tríplice Viral, para quem não tiver comprovante de vacinação.

Reforçando as ações de prevenção, cerca de 6 mil servidores da Susam começaram a ser vacinados no último dia 15. O público alvo são os profissionais que atuam em unidades de urgência e emergência adultas e infantis; além de todos os servidores dos Centros de Atenção Integral à Criança (CAICs) e unidades que oferecem vacinação para crianças.

Unidades ambulatoriais

Os CAICs, assim como as demais unidades ambulatoriais da rede estadual; que atendem por consultas agendadas; Policlínicas, Fundações e Centros de Atenção à Melhor Idade (CAIMs); rotineiramente, não funcionam nos feriados e em dias de ponto facultativo; mas nesta quinta-feira estarão abertas em regime de plantão.

As faixas etárias para a vacinação de rotina, preconizadas pelo Ministério da Saúde, são de 1 ano a 15 meses, de 5 a 29 anos, e de 30 a 49 anos. Porém, em função da identificação de casos suspeitos em crianças menores de um ano, está sendo recomendada a vacinação também entre 6 e 11 meses de idade.

As unidades de urgência e emergência da rede estadual de saúde funcionarão normalmente, em plantão de 24 horas, no ponto facultativo e no feriado da Semana Santa. A rede estadual de urgência e emergência é formada por nove Serviços de Pronto Atendimento (SPAs), uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e sete prontos-socorros. A rede também conta com sete maternidades, para o atendimento às grávidas. Todas as essas unidades funcionam todos os dias, em regime de 24h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *