Antibióticos entram na lista de importação extraordinária e temporária

Arquivado em: Destaque do Dia, Saúde, Últimas Notícias, Vida & Estilo
Publicado quarta-feira, 9 de junho de 2021 as 12:30, por: CdB

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) incluiu dois antibióticos na lista de medicamentos autorizados para importação extraordinária e temporária em razão da pandemia da covid-19.

Por Redação, com ABr – de Brasília

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) incluiu dois antibióticos na lista de medicamentos autorizados para importação extraordinária e temporária em razão da pandemia da covid-19.

Antibióticos entram na lista de importação extraordinária e temporária em razão da pandemia

Os produtos são a Polimixina B e o Sulfametoxazol-trimetoprima para uso intravenoso, ambos recomendados para o tratamento de infecções, conforme orientações contidas na bula de cada um dos produtos.

A medida está na Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 516/2021, publicada no Diário Oficial da União (DOU) no último dia 2. A nova norma alterou a RDC 483/2021, que dispõe, de forma extraordinária e temporária, sobre os requisitos para a importação de dispositivos médicos novos e medicamentos prioritários para uso em serviços de saúde, em virtude da emergência de saúde pública internacional relacionada ao novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Sendo assim, esses antibióticos poderão ser importados em caráter excepcional e temporário por órgãos e instituições públicas e privadas, incluindo estabelecimentos e serviços de saúde, assim como os dispositivos médicos novos e os outros medicamentos prioritários previstos no Anexo I da RDC 483/2021.

A Anvisa disponibilizou em seu portal uma área exclusiva sobre as modalidades de importação de vacinas e medicamentos prioritários ao enfrentamento da covid-19. No site é possível esclarecer dúvidas sobre o assunto, consultar a legislação sanitária em vigor e acompanhar os tempos para análise das solicitações de licenciamento de importação, bem como obter informações relacionadas a todas as importações realizadas no contexto da pandemia.

Doses da vacina da Pfizer

Uma remessa de 527 mil doses da vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech desembarcou, na noite de terça-feira, no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, São Paulo.

O lote faz parte de um total de 2,3 milhões de imunizantes do laboratório que serão entregues ao Ministério da Saúde até o final desta semana, segundo informações da pasta.

A previsão do ministério é que os outros dois lotes, com 936 mil doses cada um, cheguem nesta quarta e quinta-feira.

Até o momento, mais de 5,9 milhões de doses da vacina da Pfizer foram distribuídas aos estados e ao Distrito Federal.

De acordo com o planejamento do Ministério da Saúde, deverão ser entregues no mês de junho mais de 12 milhões de doses da vacina da Pfizer. Os dois contratos fechados com a farmacêutica preveem um total de 200 milhões de doses até o fim deste ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code