Anúncio de saída gradual do isolamento causa confusão no Reino Unido

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 11 de maio de 2020 as 14:07, por: CdB

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, apresentou detalhes de como fazer a economia voltar a funcionar nesta segunda-feira, já que sua tentativa de delinear uma saída gradual do isolamento do coronavírus causou confusão.

Por Redação, com Reuters – de Londres

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, apresentou detalhes de como fazer a economia voltar a funcionar nesta segunda-feira, já que sua tentativa de delinear uma saída gradual do isolamento do coronavírus causou confusão, oposição e até sátiras em todo o país.

Mulher de máscara em estação de metrô em Londres
Mulher de máscara em estação de metrô em Londres

Em um pronunciamento à nação, Johnson disse que o isolamento ainda não terminará, mas incentivou as pessoas a voltarem ao trabalho, embora os líderes da Escócia, do País de Gales e da Irlanda do Norte tenham dito que se aterão à mensagem atual de confinamento domiciliar.

– Nosso desafio agora é encontrar um caminho a seguir que preserve nossos ganhos conquistados com muito esforço, ao mesmo tempo que diminuímos o ônus do bloqueio – disse Johnson em comunicado à Câmara dos Comuns.

O premiê disse que as pessoas terão permissão para se exercitar mais e que alguns trabalhadores da fabricação podem voltar ao trabalho, e algumas crianças podem voltar à escola em junho.

Orientações detalhadas

O governo publicou 50 páginas de orientações detalhadas, mas a tentativa de Johnson de estabelecer o que seu governo classificou como um “itinerário” de saída do isolamento provocou discórdia entre as partes constituintes do Reino Unido e críticas de partidos opositores, que disseram que ele confundiu o público.

O líder do opositor Partido Trabalhista, Keir Starmer, disse que o premiê provocou mais perguntas do que respondeu e que agora existe a perspectiva de partes diferentes do país irem em direções diferentes.

– Ninguém viu as diretrizes ainda – disse Starmer. “Tudo é um tanto vago”.

Len McCluskey, líder de um sindicato trabalhista, disse que Johnson confundiu as pessoas. “Milhões de pessoas ficaram completamente aturdidas nesta manhã”.

A decisão

A decisão de substituir o slogan “Fique em casa” do governo, martelado ao público durante semanas, foi criticada por partidos da oposição, segundo os quais a nova mensagem “Fique alerta” é ambígua.

Os planos de quarentena do governo britânico tampouco são evidentes: Johnson disse no domingo que ele se aplicará a passageiros de avião, mas não ficou claro se são mais abrangentes.