Apple concorda em pagar impostos atrasados a autoridades da França

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Tablet & Celulares, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 5 de fevereiro de 2019 as 10:58, por: CdB

O governo francês está pressionando pela instauração de um imposto em toda a União Europeia, sobre as principais empresas digitais e de software do mundo.

Por Redação, com Reuters – de Paris/Nova York/Copenhague

A gigante de tecnologia norte-americana Apple informou que chegou a um acordo com a França para pagar uma quantia não declarada de impostos atrasados, mas a mídia francesa calcula o montante em cerca de 500 milhões de euros.

A gigante de tecnologia norte-americana Apple informou que chegou a um acordo com a França para pagar uma quantia não declarada de impostos atrasados

A divisão francesa da Apple confirmou o acordo do pagamento de impostos, mas não divulgou a quantia que concordou em pagar.

– Como uma empresa multinacional, a Apple é frequentemente auditada pelas autoridades fiscais de todo o mundo – divulgou a Apple da França em comunicado. “A autoridade tributária francesa concluiu recentemente uma auditoria de vários anos nas contas francesas da empresa, e esses detalhes serão publicados em nossas contas públicas.”

O governo francês está pressionando pela instauração de um imposto em toda a União Europeia, sobre as principais empresas digitais e de software do mundo.

Google

A receita e o lucro do quarto trimestre da Alphabet, dona do Google, bateram as expectativas de Wall Street, mas gastos mais altos, após a empresa acrescentar data centers, engenheiros de nuvem e vendas de serviços, preocuparam os investidores.

As ações da empresa, que subiram quase 17 % nas últimas seis semanas, caíram 2,3 %  no after-market.

Em parte por causa dos gastos mais altos, a Alphabet relatou margem operacional de 21 %, ante 24 % há um ano.

– O Google teve declínio acentuado nas margens operacionais – disse Richard Kramer, analista da Arete Research. “Eles têm muito dinheiro para investir, e US$ 7 bilhões em capex é um gasto enorme.”

O vice-presidente financeiro da Alphabet, Ruth Porat, disse que despesas de capital em 2019 vão moderar significativamente.

A empresa autorizou um plano para recomprar um lote adicional 12,5 bilhões de dólares em ações, disse Porat.

A receita do quarto trimestre da Alphabet subiu 22 %  ano a ano, a US$ 39,28 bilhões, ante expectativa média de US$ 38,93 bilhões entre analistas ouvidos pela Refinitiv. Cerca de 83 %  da receita veio do sistema de anúncios do Google, principalmente busca móvel e YouTube.

A empresa teve US$ 31,07 bilhões em custos totais no trimestre, aumento de 26 %. Os gastos de capital subiram 64 % ano a ano, para US$ 7,08 bilhões.

Porat disse que o aumento dos custos operacionais resultou do licenciar conteúdo para o YouTube, ampliação de operações de data center e dos negócios de hardware do Google.

O lucro trimestral foi de US$ 8,95 bilhões, ou US$ 12,77 por ação, ante prejuízo de US$ 3 bilhões um ano antes. Isso comparado a estimativas de analistas de US$ 7,69 bilhões, ou US$ 10,87  por ação.

Funcionários da Huawei são expulsos da Dinamarca

Autoridades dinamarquesas expulsaram do país dois funcionários da Huawei Technologies depois que uma inspeção no escritório da empresa em Copenhague mostrou que eles não cumpriram leis de permissão de residência e trabalho, disse a polícia na segunda-feira.

Segundo eles, a inspeção no escritório de Copenhague da empresa chinesa era uma investigação rotineira feita pelas autoridades em diversos locais com trabalhadores estrangeiros.

Quatro funcionários da Huawei foram indiciados após a inspeção de quinta-feira, dos quais dois foram posteriormente deportados do país, segundo uma porta-voz da polícia de Copenhague. Ela não revelou se os acusados eram de nacionalidade chinesa.

A porta-voz ainda informou que a inspeção não tinha nenhuma relação com as manchetes recentes acerca do crescente escrutínio sobre as relações da Huawei com o governo chinês e as alegações de que Pequim poderia usar sua tecnologia para espionagem, o que foi negado pela empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *