Araguaia pede socorro

Arquivado em: Opinião, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 8 de março de 2018 as 09:58, por: CdB

No Brasil Central, o período de veraneio, que dá praia, é no auge da estiagem, em julho de cada ano. E as areias mais lindas a ondular extensos espraiados, apinhados de gente, não são salgadas, são das águas doces do rio Araguaia

Por Jaime Sautchuk – de São Paulo:

No entanto, essa é apenas uma das múltiplas funções desse belo rio. Os nativos já o tinham como parceiro na sua vida silvestre, como fornecedor de alimentos, de água e como via que dava mobilidade nas muitas atividades pacíficas ou mesmo nos tempos de conflitos intertribais.

É um grito de alerta de um movimento; que ganha vulto em Goiás

Foi por ali, também, que os primeiros brancos chegaram à região central; na ocupação do território que veio a ser o Brasil. E suas funções foram se multiplicando século após século; ano após ano, em demandas que ele prontamente atende. Mas hoje, cansado e maltratado, o Araguaia pede socorro.

SOS Araguaia

Essa é a razão da existência do movimento SOS Araguaia. É um grito de alerta de um movimento; que ganha vulto em Goiás e nos outros três estados cortados por esse rio. É uma causa muito mais do que justa, é necessária e urgente, com o sentimento da denúncia e a indicação de caminhos que levem à contenção desse processo.

Em qualquer lugar que você esteja, no Brasil ou mundo afora, é possível buscar informações e participar de debates e ações coletivas. Acesse a página no Facebook SOS Araguaia.

Jaime Sautchuk, é jornalista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *