Ataque de supostos militantes islâmicos deixa soldados mortos no Níger

Arquivado em: África, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 10 de janeiro de 2020 as 12:38, por: CdB

Não ficou claro de imediato quem foi o responsável pelo ataque ao posto militar em Chinagodrar, cerca de 209 quilômetros ao norte da capital Niamey.

Por Redação, com Reuters – de Niamey

Supostos militantes islâmicos mataram 25 soldados e feriram outros seis em um ataque a um posto do Exército no oeste do Níger, perto da fronteira com o Mali, na quinta-feira, informou o governo.

Soldados do Níger participam de treinamento em Ouallam
Soldados do Níger participam de treinamento em Ouallam

Não ficou claro de imediato quem foi o responsável pelo ataque ao posto militar em Chinagodrar, cerca de 209 quilômetros ao norte da capital Niamey.

Estado Islâmico

No entanto, o ataque coincide com uma campanha de grupos islâmicos conectados à Al Qaeda e ao Estado Islâmico para forçar o Exército do Níger a recuar da fronteira com o Mali, onde as forças do governo praticamente abandonaram o centro e o norte por causa da ascensão dos jihadistas.

Os agressores avançaram contra o posto militar do Níger em motocicletas e outros veículos, e encontraram resistência do Exército e da força aérea, informou o governo em comunicado. De acordo com as forças de segurança, 63 agressores também foram mortos durante o ataque.

“O Ministério da Defesa… oferece suas condolências às vítimas e deseja que os feridos se recuperem imediatamente”, disseram as autoridades em comunicado, acrescentando que uma operação de busca estava em andamento para encontrar os responsáveis.

Apesar dos esforços das forças internacionais para detê-los, os ataques aumentaram quatro vezes no ano passado no Níger, matando quase 400 pessoas, segundo dados do Projeto de Dados de Localização e Eventos de Conflitos Armados, uma organização sem fins lucrativos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *