Ativista de Hong Kong mantém tom desafiador após sentença de prisão

Arquivado em: Ásia, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 2 de dezembro de 2020 as 10:55, por: CdB

Joshua Wong, um dos ativistas pró-democracia mais proeminentes de Hong Kong, foi condenado nesta quarta-feira a mais de 13 meses de prisão por causa de uma manifestação antigoverno ilegal de 2019, a pena mais dura imposta a uma figura da oposição neste ano.

Por Redação, com Reuters – de Hong Kong

Joshua Wong, um dos ativistas pró-democracia mais proeminentes de Hong Kong, foi condenado nesta quarta-feira a mais de 13 meses de prisão por causa de uma manifestação antigoverno ilegal de 2019, a pena mais dura imposta a uma figura da oposição neste ano.

Apoiadores cercam van da polícia após sentença de ativista Joshua Wong em Hong Kong
Apoiadores cercam van da polícia após sentença de ativista Joshua Wong em Hong Kong

A pena de Wong, de 24 anos, chega no momento em que críticos dizem que o governo apoiado por Pequim está intensificando a repressão dos opositores de Hong Kong e erodindo as liberdades amplas garantidas depois que a antiga colônia britânica voltou ao controle chinês em 1997, uma acusação que autoridades da China e de Hong Kong rejeitam.

Reagindo ao veredicto, o ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, Dominic Raab, exortou as autoridades de Hong Kong e de Pequim a encerrarem suas campanhas para sufocar a oposição.

Manifestações

Wong havia se declarado culpado de organizar e incitar uma reunião ilegal perto do quartel-general da polícia da cidade no auge das manifestações às vezes violentas de junho do ano passado, e podia receber uma pena máxima de três anos de prisão.

Cerca de 100 apoiadores se reuniram silenciosamente dentro do tribunal antes da emissão da sentença, e um grupo pró-Pequim pequeno se congregou do lado de fora, pedindo uma pena de prisão longa.

– Sei que os próximos dias serão mais difíceis. Continuaremos firmes – gritou Wong, usando um suéter preto e uma máscaras cirúrgica, depois da leitura da sentença.

– Não é o fim da luta – disse ele mais tarde através de seus advogados.