Atleta marroquino está suspenso por dois anos

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado quarta-feira, 19 de novembro de 2003 as 17:27, por: CdB

O marroquino Brahim Boulami, recordista mundial dos 3.000 m com obstáculos, está suspenso por dois anos após teste antidoping apontar o uso da substância eritropoetina (EPO). Com isso o atleta está fora dos Jogos Olímpicos de Atenas, que começam em 13 de agosto de 2004.

Boulami, de 31 anos, alcançou a melhor marca do mundo nos 3.000 m, em 16 de agosto do ano passado, com o tempo de 7min53s17s, em Zurique. Porém, testes de sangue e urina colhidos no dia anterior ao da prova mostraram o uso da substância proibida.