ATP adia reinício da temporada de tênis profissional

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 21 de julho de 2020 as 13:49, por: CdB

A associação de tenistas profissionais (ATP, na sigla em inglês) anunciou nesta terça-feira que cancelou o Citi Open, evento da ATP 500 realizado em Washington e que marcaria o retorno do ATP Tour após a suspensão do tênis profissional em março por causa da pandemia do novo coronavírus.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

A associação de tenistas profissionais (ATP, na sigla em inglês) anunciou nesta terça-feira que cancelou o Citi Open, evento da ATP 500 realizado em Washington e que marcaria o retorno do ATP Tour após a suspensão do tênis profissional em março por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Agora a expectativa se volta para a realização do US Open, programado para acontecer em Nova York a partir de 20 de agosto
Agora a expectativa se volta para a realização do US Open, programado para acontecer em Nova York a partir de 20 de agosto

Segundo a ATP, o torneio estava previsto para começar em 13 de agosto, mas diante das “incertezas contínuas que afetam a capacidade de cumprir os principais prazos de planejamento de eventos, foi tomada a decisão de cancelar o evento”.

– Com apenas 23 dias para o início do torneio, existem muitos problemas externos não resolvidos, incluindo várias restrições internacionais de viagens e tendências preocupantes de saúde e segurança, que nos forçaram a tomar essa decisão agora com justiça para nossos jogadores, fornecedores e parceiros, para que possam ter certeza em torno de seu planejamento – afirmou o presidente do Citi Open, Mark Ein.

Agora a expectativa se volta para a realização do US Open, programado para acontecer em Nova York a partir de 20 de agosto.

Jogos de Tóquio

O canadense Dick Pound, o membro mais antigo do Comitê Olímpico Internacional (COI), disse em entrevista publicada nesta terça-feira pela agência de notícias japonesa Kyodo News que, na sua opinião, 2021 é a última oportunidade de os Jogos Olímpicos acontecerem em Tóquio.

– Acho que a única chance de os jogos ocorrerem em Tóquio é 2021 – declarou Pound, que segue a posição assumida pelo presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), o alemão Thomas Bach, em maio. Os Jogos de Tóquio foram remarcados para o período de 23 de julho a 8 de agosto de 2021.

Segundo o dirigente: “Está muito claro que não podem (Jogos Olímpicos) ser adiados para além de 2021 (…). Em certo sentido, (2021 é) possível, certamente não é inviável, acho que todos os envolvidos nos jogos preferem fazer isso do que ter um cancelamento”.

Na entrevista, Pound também falou da expectativa de que a pandemia do novo coronavírus (covid-19) afaste torcedores de outros países: “Não sabemos quais serão as restrições de viagem (em 2021), se existem alguns países que podem não ter permissão para viajar ou entrar no Japão. Isso precisa ser decidido com base na avaliação científica de risco. País a país”.

Isto faz com que o dirigente espere uma edição dos Jogos totalmente diferente: “Acho que não serão as Olimpíadas no sentido em que as entendermos”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code