Aumenta o superávit comercial da China junto aos EUA e Trump reclama

Arquivado em: Comércio, Indústria, Negócios, Serviços, Últimas Notícias
Publicado sábado, 8 de setembro de 2018 as 15:20, por: CdB

Nos primeiros oito meses do ano o superávit da China com seu maior mercado de exportação aumentou quase 15%, ampliando as tensões na relação comercial entre as duas maiores economias.

 

Por Redação, com agências internacionais – de Pequim e Washington

 

O superávit comercial da China com os Estados Unidos aumentou para um recorde em agosto mesmo que o crescimento das exportações do país tenha desacelerado ligeiramente, resultado que pode levar o presidente norte-americano, Donald Trump, a elevar ainda mais o tom em sua disputa comercial.

China e EUA encontram-se envolvidos na maior guerra comercial das últimas décadas
China e EUA encontram-se envolvidos na maior guerra comercial das últimas décadas

O superávit atingiu R$ 31,05 bilhões em agosto, contra R$ 28,09 bilhões em julho, mostraram dados da alfândega neste sábado, superando o recorde anterior registrado em junho. Trump, em nota no Twitter, promete voltar ao processo de retaliação.

Embarques

Nos primeiros oito meses do ano o superávit da China com seu maior mercado de exportação aumentou quase 15%, ampliando as tensões na relação comercial entre as duas maiores economias.

O crescimento anual das exportações da China moderou ligeiramente para 9,8%, mostraram os dados, a taxa mais fraca desde março mas apenas ligeiramente abaixo da tendência recente.

O número ficou abaixo da expectativa de analistas de que os embarques do maior exportador do mundo subissem 10,1%, e desaceleraram sobre a taxa de 12,2% de julho.

Exportações

Mesmo com as tarifas dos EUA sobre 50 bilhões de dólares em exortações chinesas em vigor pelo primeiro mês completo em agosto, as exportações da China para os EUA ainda aceleraram, crescendo 13,2% sobre o ano anterior, de 11,2% em julho.

— Ainda existe um impacto de antecipação das exportações, mas a principal razão (para o crescimento ainda sólido das exportações) é o forte crescimento da economia dos EUA — disse Zhang Yi, economista do Zhonghai Shengrong Capital Management.

As importações da China cresceram 20%, superando a expectativa de aumento de 18,7% mas desacelerando sobre a taxa de 27,3% vista em julho.

Isso resultou em um superávit comercial de US$ 27,91 bilhões, contra expectativa de US$ 31,79 bilhões e US$ 28,05 bilhões em julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *