Austrália alerta que levará semanas para conter novo surto de covid-19

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 20 de julho de 2020 as 13:10, por: CdB

Um aumento de casos de covid-19 na segunda maior cidade da Austrália deve exigir semanas para ser contido, apesar de um isolamento e das ordens para o uso de máscaras, disse o chefe interino do departamento de saúde da nação nesta segunda-feira.

Por Redação, com Reuters – de Sydney

Um aumento de casos de covid-19 na segunda maior cidade da Austrália deve exigir semanas para ser contido, apesar de um isolamento e das ordens para o uso de máscaras, disse o chefe interino do departamento de saúde da nação nesta segunda-feira, enquanto o país de prepara para uma segunda onda de infecções.

Agente da saúde realiza exame de coronavírus em motoqueiro em Nova Gales do Sul, na Austrália
Agente da saúde realiza exame de coronavírus em motoqueiro em Nova Gales do Sul, na Austrália

As autoridades do Estado de Vitória, cuja capital Melbourne está sujeita a um isolamento parcial devido a um novo surto, relatou 275 casos novos de covid-19 nesta segunda-feira, menos do que o recorde diário de 438 de três dias antes.

Paul Kelly, chefe interino da área de saúde da Austrália, disse que demorará “semanas” para fazer o surto regredir aos níveis vistos em junho, quando Vitória e o resto do país relataram infecções diárias de um ou dois dígitos.

– Aprendemos com o tempo que o tempo entre a introdução da medida e ver seu efeito é de ao menos duas semanas, e às vezes mais do que isso – disse Kelly à rádio Australian Broadcasting Corporation.

A Austrália acumula cerca de 11,8 mil casos de coronavírus e 123 mortes, uma fração do que tem sido visto em outros países. Na maioria dos Estados australianos, a doença já foi eliminada.

lLíder global do combate à covid-19

Menos de um mês atrás, a Austrália era louvada como uma líder global do combate à covid-19, mas lapsos na quarentena em Vitória desencadearam um ressurgimento de infecções em junho. Um inquérito oficial sobre o surto iniciou audiências nesta segunda-feira.

O governo de Vitória impôs um isolamento parcial a cerca de cinco milhões de pessoas durante seis semanas e orientou os moradores dos arredores de Melbourne a cobrirem o rosto se tiverem que sair de casa.

O premiê estadual, Daniel Andrews, disse que é cedo demais para declarar que tais medidas achataram a curva do surto.

– Até termos alguma estabilidade nisso, não poderemos falar em uma tendência – disse, referindo-se a uma queda nos casos novos diários.

O surto de Vitória e um aumento de casos diários na vizinha Nova Gales do Sul, o Estado mais populoso da nação, estão atiçando o temor de uma segunda onda nacional.

Nova Gales do Sul relatou 20 infecções novas nesta segunda-feira, a cifra mais alta em três meses. A taxa de transmissão estadual está mais alta do que a de Vitória, apesar do endurecimento das restrições de distanciamento social.

O secretário do Tesouro da Austrália, Josh Frydenberg, anunciará até o final da semana como o governo pretende escorar a economia enfraquecida. Sua principal política econômica, um esquema de subsídios salariais equivalente a US$ 48,9 bilhões, deve vencer no final de setembro.