Autoridades alertam para alta de casos de covid-19 na Europa

Arquivado em: Europa, Manchete, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 1 de outubro de 2021 as 11:19, por: CdB

Agência afirma que infecções e mortes devem aumentar nos próximos meses se países em que a cobertura vacinal continua insuficiente afrouxarem restrições. Apenas 61% dos europeus estão completamente vacinados.

Por Redação, com DW – de Bruxelas

O número de casos e mortes por covid-19 provavelmente aumentará em países da União Europeia (UE) com cobertura vacinal insuficiente se eles relaxarem as restrições anticoronavírus nas próximas semanas, alertou o Centro Europeu de Controle e Prevenção de Doenças (ECDC) na quinta-feira.

Turistas desembarcam em Faro. Portugal é um dos únicos três países europeus que já vacinaram completamente mais de 75% de suas populações contra a covid-19

Apenas 61,1% da população total da UE, Noruega, Islândia e Lichtenstein está totalmente vacinada contra a covid-19, afirmou a agência. Somente Portugal, Malta e Islândia já vacinaram completamente mais de 75% de suas populações.

Tal nível de cobertura vacinal não é suficiente para impedir a disseminação do vírus se as medidas de controle da pandemia forem afrouxadas, especialmente agora que a altamente transmissível variante delta já causa mais de 99% das novas infecções no continente, alertou a agência europeia.

Segundo o ECDC, países com taxas de vacinação na média atual do bloco ou abaixo dela que planejam relaxar restrições provavelmente verão uma alta significativa no número de casos, hospitalizações e mortes por covid-19 até o fim de novembro.

– Previsões mostram que uma combinação de alta cobertura vacinal e redução efetiva de contatos é crítica para reduzir o risco de um grande fardo da covid-19 sobre os sistemas de saúde neste outono (europeu) – disse Andrea Ammon, diretora do ECDC, apontando que restrições poderiam continuar necessárias até o fim de novembro.

Países precisam se esforçar para aumentar as taxas de vacinação em todos os grupos elegíveis, independentemente do nível de cobertura vacinal atual, acrescentou.

Infecções entre crianças

Em sua mais recente análise de risco pandêmico, o ECDC alertou para os perigos representados pela disseminação da variante delta. A agência europeia também afirmou esperar uma proporção maior de infecções em crianças nos próximos meses.

A maioria das crianças na União Europeia já voltou a ter aulas presenciais, e ainda não há vacina contra covid-19 aprovadas no bloco para o uso em crianças com menos de 12 anos. Portanto, afirmou o ECDC, é especialmente importante que os sistemas educacionais implementem medidas preventivas.

Embora mais de 73% da população adulta da UE esteja completamente vacinada, há diferenças consideráveis entre os membros do bloco. Países do leste europeu, como Bulgária e Romênia, estão bem atrás de nações mais ricas no oeste do continente, o que representa um risco para grande parte da população europeia. O ECDC afirmou ser crucial que especialmente esses países aumentem suas taxas de vacinação.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code