Bancos negam empréstimos às pequenas e médias empresas

Arquivado em: Comércio, Indústria, Negócios, Serviços, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 19 de maio de 2020 as 18:21, por: CdB

Falando a empresários, pela internet, Bracher disse que a demanda por empréstimos provavelmente cairá em breve devido à crise econômica. Ele acrescentou que os bancos e o governo estão discutindo as regras de refinanciamento de imóveis, como uma forma de conceder novos empréstimos com garantia forte.

Por Redação – de São Paulo
A China permitirá que os bancos determinem os juros sobre os empréstimos com base nas taxas das operações de mercado aberto do banco central
Os bancos temem que os pegadores dos empréstimos não tenham como pagar as prestações

Os bancos brasileiros não têm conseguido atender aos pedidos dos clientes por empréstimos, em meio à pandemia de coronavírus, uma vez que a liquidez bancária diminuiu e o risco de inadimplência aumentou, disse nesta terça-feira o presidente-executivo do Itaú Unibanco Candido Bracher.

Falando a empresários, pela internet, Bracher disse que a demanda por empréstimos provavelmente cairá em breve devido à crise econômica. Ele acrescentou que os bancos e o governo estão discutindo as regras de refinanciamento de imóveis, como uma forma de conceder novos empréstimos com garantia forte.

Carta

Bracher também confirmou que as instituições financeiras brasileiras, entre elas os maiores bancos do país e a B3, receberam com “grande preocupação” projeto de lei do governo de São Paulo que autoriza antecipar feriados no Estado como medida de desacelerar o contágio do Covid-19. A instituição preparou uma carta ao governador João Doria.

No documento que a agência inglesa de notícias Reuters recebeu de três fontes, as entidades associadas à Confederação Nacional das Instituições Financeiras (CNF) sugerem que as instituições integrantes do sistema financeiro nacional fiquem de fora dos efeitos da antecipação dos feriados, sendo mantida para essas instituições a data original do feriado antecipado como feriado bancário.

Não estava claro ainda se a carta já foi entregue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *