Barclays e RBS são criticados por falhas em serviços online

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Redes Sociais, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 21 de setembro de 2018 as 10:59, por: CdB

O presidente-executivo do Royal Bank of Scotland, Ross McEwan, disse à LBC Radio que a falha pode estar relacionada a mudanças feitas em sua tecnologia.

Por Redação, com Reuters – de Londres

O Royal Bank of Scotland se desculpou por falhas que atingiram os serviços bancários online e móveis, na mais recente sequência de problemas desse tipo em bancos britânicos que levaram a críticas de clientes e legisladores.

O Royal Bank of Scotland se desculpou por falhas que atingiram os serviços bancários online

O RBS disse que está trabalhando para reparar problemas com seus serviços online e móveis nesta sexta-feira, na esteira de falhas semelhantes na quinta-feira que atingiram o Barclays, o Co-operative Bank e a fintech Cashplus.

RBS e Barclays devem enfrentar pedidos de legisladores britânicos para explicarem o que causou os problemas, disse à Reuters uma fonte familiarizada com o assunto, após situações semelhantes com o Cashplus esta semana.

As falhas acontecem no momento em que bancos britânicos estão guiando clientes rumo a tais serviços enquanto diminuem a rede de agências para cortar custos. Reguladores e políticos estão aumentando a investigação sobre a resiliência cibernética dos bancos.

O presidente-executivo do Royal Bank of Scotland, Ross McEwan, disse à LBC Radio que a falha pode estar relacionada a mudanças feitas em sua tecnologia, como uma alteração no seu firewall, mas a causa ainda não estava clara.

– A equipe está trabalhando duro… Nós sentimos a dor de nossos clientes toda vez que isso acontece – disse ele.

A falha do RBS nesta sexta-feira também afetou o NatWest, marca do RBS com melhor classificação entre os clientes. O banco usou o Twitter para se desculpar com os clientes e disse que os serviços bancários por telefone e máquinas de autoatendimento (ATM) estão funcionando normalmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *