Bolsonarista transforma CPI da Covid em circo e sessão chega ser suspensa

Arquivado em: Brasil, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 29 de setembro de 2021 as 16:31, por: CdB

Após o retorno à oitiva, Hang insistiu em responder de forma evasiva às demais perguntas. Ainda no início, nos dois primeiros questionamentos, Hang confirmou que tem contas no exterior e empresas offshore.

Por Redação, com BdF – de Brasília

O depoimento do empresário bolsonarista Luciano Hang transformou o plenário da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, nesta quarta-feira, em um verdadeiro circo. Duas horas depois de iniciado, com apenas três perguntas, a sessão foi interrompida. O presidente Omar Aziz (PSD-AM) decidiu suspender a sessão após solicitar a retirada de um dos advogados do depoente da sala. Segundo o senador Rogério Carvalho (PT-SE) afirmou que um dos advogados de Hang o ofendeu durante a sessão.

Luciano Hang
O empresário Luciano Hang chegou a insultar os senadores da CPI da Covid

Após o retorno à oitiva, Hang insistiu em responder de forma evasiva às demais perguntas. Ainda no início, nos dois primeiros questionamentos, Hang confirmou que tem contas no exterior e empresas offshore. Na terceira, foi questionado se já recebeu algum benefício fiscal de algum governo, seja municipal, estadual ou federal, ele confirmou que sim. Na última, questionado se utilizou recursos de bancos públicos para financiar a sua rede de empresas, Hang afirmou que nunca recebeu dinheiro do banco estatal.

No começo, Hang aproveitou os 15 minutos para fazer propaganda de sua empresa. O depoente chegou a exibir um vídeo propaganda da Havan. Até o momento, o depoimento foi marcado por fortes tumultos entre os senadores. O senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) chegou a chamar a CPI de “circo”.

Tratamento

As investigações acerca da operadora de saúde Prevent Senior levantaram indícios de que Luciano Hang levou a defesa do tratamento precoce muito a sério.

Quando a sua mãe, Regina Hang, contraiu o novo coronavírus e depois veio a óbito, o empresário publicou um vídeo nas redes sociais afirmando que nunca deu nenhum desses remédios para a mãe e se questionando: “será que se eu tivesse feito o tratamento preventivo, eu não teria salvado a minha mãe?”.

Depois, a partir de um dossiê elaborado por 15 médicos que trabalharam na Prevent Senior entregue à CPI da Covid, descobriu-se que a declaração de óbito da mãe do bolsonarista foi fraudada. Além de não constar covid-19 como a causa da morte, “o prontuário médico da sra. Regina Hang prova que ela utilizou o kit antes de ser internada e que repetiu o tratamento durante a internação, assim como registram que seu filho, Sr. Luciano Hang, tinha ciência dos fatos”.

Fake news

Pela defesa do tratamento precoce e a proximidade com o governo federal, os senadores acreditam que Luciano Hang também faz parte do chamado gabinete paralelo. O grupo seria formado por figuras de fora do governo federal que aconselhariam o presidente acerca do uso de medicamentos comprovadamente ineficazes pela ciência contra a covid-19, como hidroxicloroquina e cloroquina.

Como o grupo também é investigado por disseminar notícias falsas, uma vez que faziam a defesa de medicamentos sem nenhuma eficácia comprovada, Hang também é investigado por ser um dos disseminadores.

Segundo documentos da CPI, Luciano Hang financiou o blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, que é investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por divulgação e realização de atos antidemocráticos e propagação de notícias falsas. Ainda segundo a comissão, a ponte entre ambos foi intermediada pelo filho do presidente, Eduardo Bolsonaro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code