Bolsonaro será submetido a nova cirurgia, dessa vez para extrair cálculo na bexiga

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado domingo, 20 de setembro de 2020 as 13:42, por: CdB

A cirurgia deverá ocorrer no Hospital Vila Nova Star, da Rede D’Or São Luiz, na capital paulista. A Secretaria de Comunicação (Secom) da Presidência da República respondeu ao pedido de informações dos jornalistas e confirmou o procedimento.

Por Redação – de Brasília
Bolsonaro tem desrespeitado ordens médicas ao reassumir a Presidência da República, ainda no hospital
Bolsonaro foi internado por quatro vezes, nos últimos dois anos

O presidente da República, Jair Bolsonaro, será submetido a uma nova cirurgia, marcada para a próxima sexta-feira, dentre outras tantas porque já passou. Dessa vez, vai retirar um cálculo preso à bexiga “do tamanho de um grão de feijão”, conforme o próprio mandatário descreveu a interlocutores. A agenda foi vazada para a mídia conservadora, na noite passada.

No início desse mês, em conversa com apoiadores, na portaria do Palácio da Alvorada, Bolsonaro revelou que era portador de doença no trato urinário.

— Eu não estou com cálculo renal, não. Este cálculo aqui é de estimação. Eu tenho há mais de 5 anos, maior do que 1 grão de feijão. E resolvi tirar porque deve estar aí ferindo internamente a bexiga — disse.

Facada

A cirurgia deverá ocorrer no Hospital Vila Nova Star, da Rede D’Or São Luiz, na capital paulista. A Secretaria de Comunicação (Secom) da Presidência da República respondeu ao pedido de informações dos jornalistas, confirmou o procedimento e disse que “informações adicionais serão repassadas oportunamente”.

Ao longo dos últimos dois anos, Bolsonaro esteve quatro vezes em salas cirúrgicas, sendo a primeira da série ainda na campanha eleitoral, quando ele teria sido alvo de uma suposta facada, em Juiz de Fora (MG). Em seguida, dias depois, precisou que os médicos desobstruíssem o intestino delgado e instalassem uma bolsa de colostomia.

Em janeiro de 2019, já eleito, teve que retirar o equipamento e em setembro do mesmo ano, foi operado na tentativa de corrigir uma hérnia, na região do abdômen. Até agora, especula-se sobre a saúde do mandatário neofascista que, ao longo dos anos, já precisou de cuidados nos sistemas digestivo e intestinal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *