Bolsonaro confirma líder do ‘Centrão’ na Casa Civil e confirma novo ministério

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 22 de julho de 2021 as 15:28, por: CdB

Bolsonaro confirmou a recriação do Ministério do Trabalho e Previdência, que, no início do governo, foi agrupado com outros quatro ministérios para a criação do Ministério da Economia, sob o comando do ministro Paulo Guedes.

Por Redação – de Brasília

O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta quinta-feira que o senador Ciro Nogueira (PP-PI) vai assumir a Casa Civil da Presidência República, em uma reforma ministerial que deve acontecer na semana que vem.

Lorenzoni aguarda um posicionamento de Bolsonaro quanto à sua permanência no cargo
Lorenzoni aguarda um posicionamento de Bolsonaro quanto à sua permanência no cargo

— Está praticamente certo. Vamos botar um senador aqui na Casa Civil que pode manter um diálogo melhor com o parlamento brasileiro. A princípio (sic) é ele (Ciro Nogueira), conversei com ele já, ele aceitou. Ele está em recesso, chega em Brasília segunda-feira, converso com ele, acertamos os ponteiros. E a gente toca o barco. É uma pessoa que eu conheço há muito tempo, ele chegou em 95 na Câmara, eu cheguei em 91 — disse Bolsonaro em entrevista a uma rádio paranaense, nesta manhã.

Bolsonaro também confirmou a recriação do Ministério do Trabalho e Previdência, que, no início do governo, foi agrupado com outros quatro ministérios para a criação do Ministério da Economia, sob o comando do ministro Paulo Guedes.

Descompressão

O atual ministro da Secretaria Geral, Onyx Lorenzoni, será o titular deste novo ministério e o atual chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, assumirá seu lugar na Secretaria Geral.

— Ele mesmo (Paulo Guedes) concordou com tirá-lo dessa parte para passar para esse novo ministério. Dá uma descompressão no Paulo Guedes e deixa o Onyx para tratar dessa questão importantíssima (trabalho) — acrescentou o mandatário.

Bolsonaro desconversou sobre o aumento das despesas públicas ao afirmar que o número de ministérios será restabelecido para o total de 23. Em fevereiro deste ano, com a aprovação da autonomia do Banco Central, o órgão perdeu status de ministério e se transformou em autarquia federal. Agora, a pasta de Trabalho e Previdência completará a lista.

— Não vai pesar em nada as finanças — encerrou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code