Bolsonaro passa por dificuldades após cirurgia no intestino, diz equipe médica

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019 as 16:23, por: CdB

Bolsonaro passou por uma cirurgia para a retirada da bolsa de colostomia, no último dia 28. Desde então, segundo a equipe médica, não houve movimentos do intestino, apesar de alguns sinais positivos na semana passada.

 

Por Redação – de São Paulo

 

O estado de saúde do presidente Jair Bolsonaro (PSL) tem oscilado, segundo avaliação médica, após um agravamento na noite de sábado, quando constataram a paralisia intestinal do paciente. Os médicos do Hospital Albert Einstein, no entanto, disseram nesta segunda-feira que o intestino do presidente apresentou sinais de funcionamento. Ele passou por um estado febril, de 37,3º, na noite passada e, nesta manhã, passou a receber antibióticos de largo espectro; após localizada inflamação no local da colostomia.

Bolsonaro tem desrespeitado ordens médicas ao reassumir a Presidência da República, ainda no hospital
Bolsonaro tem desrespeitado ordens médicas ao reassumir a Presidência da República, ainda no hospital

Bolsonaro passou por uma cirurgia para a retirada da bolsa de colostomia, no último dia 28. Desde então, segundo a equipe médica, não houve movimentos do intestino, apesar de alguns sinais positivos na semana passada. A falta de funcionamento levou os médicos a instalar uma sonda nasogástrica, para drenar líquido do estômago.

Ainda assim, as funções intestinais não haviam retornado até o início desta tarde e o presidente segue com a alimentação oral suspensa. Bolsonaro tem sido alimentado por medicação venosa. Segundo ordens médicas, o paciente precisa permanecer completamente em repouso, com visitas restritas, o que tem atrasado os processos em curso na Presidência da República, que ele reassumiu após 48 horas da cirurgia.

— É difícil porque começa a falar, engole muito ar e prejudica a função intestinal. Mais uns dias e ele poderá receber quantos ministros quiser, mas agora é um pouco cedo — confirmou o cirurgião Antonio Luiz Macedo. O médico também preferiu não estabelecer uma data exata para alta do hospital.

No quarto em que está internado, Bolsonaro está com a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e com um dos filhos, Carlos Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *