Bolsonaro fala em liberação de orçamento para o Nordeste

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 11 de novembro de 2019 as 13:37, por: CdB

Após polêmicas envolvendo a região, Jair Bolsonado disse que o Nordeste “é uma parte importante para o Brasil”.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que o Brasil está recuperando a sua confiança no mundo e, após exaltar que a última viagem internacional que fez foi “um sucesso”, disse que muitos disseram que vão voltar a investir no Brasil e que grande parte desses recursos serão destinados à região Nordeste.

Na Paraíba, Jair Bolsonaro falou sobre investimentos para o Nordeste e preferiu não citar o ex-presidente Lula
Na Paraíba, Jair Bolsonaro falou sobre investimentos para o Nordeste e preferiu não citar o ex-presidente Lula

– O Nordeste é uma parte importante para o Brasil – disse Bolsonaro, na inauguração de um complexo habitacional do programa Minha Casa Minha Vida em Campina Grande, na Paraíba.

– Não tem como falar de futuro sem falar de vocês – completou, sob aplausos.

O presidente exaltou o fato de ter sido vitorioso no primeiro e no segundo turno das eleições em Campina Grande, uma das principais cidades do Estado. De modo geral, contudo, ele colecionou derrotas na região Nordeste.

Bolsonaro afirmou que, mesmo sem base aliada, tem aprovado muita coisa na Câmara e no Senado valendo-se do convencimento e do entendimento.

No rápido discurso, o presidente não falou do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, político com forte influência na região e que deixou a prisão na sexta-feira passada, beneficiado por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), e do agora ex-presidente da Bolívia Evo Morales, que renunciou ao cargo na véspera após forte pressão popular e um ultimato da cúpula militar.

Polêmica

Em julho, nove governadores do Nordeste divulgaram uma carta repudiando uma fala do presidente Jair Bolsonaro indicando intenção de retaliar o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). A afirmação foi captada em vídeo pela TV Brasil e viralizou nas redes sociais.

Durante um café da manhã com jonrlistas, Bolsonaro, sem perceber que seu microfone estava ligado, parece dizer ao ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni: “Daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão. Tem que ter nada com (ou para) esse cara”.

Naquele mesmo evento, Bolsonaro fez outras declarações controversas, dizendo que “falar que se passa fome no Brasil é uma grande mentira” e usou informações falsas sobre a jornalista Míriam Leitão, ao comentar o fato de ela ter sido impedida de participar de uma feira do livro em Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, devido a ameaças e ataques lançados por militantes bolsonaristas nas redes sociais.

Flávio Dino postou o vídeo contendo o comentário vazado e criticou o presidente da República, afirmando que ele não pode “determinar perseguição” contra um estado federal e ressaltando que Bolsonaro “parece chamar todos os nordestinos de ‘paraíba’”. Dino acrescentou, ainda, no Twitter: “Lamento e espero explicações, pois isso é realmente inédito e incompatível com a Constituição”.

Sobre Lula

No sábado, presidente Jair Bolsonaro falou sobre a soltura, na véspera, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pedindo, sem citar o petista nominalmente, que seus apoiadores não dêem “munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa”.

A publicação do presidente, em sua conta no Twitter, foi acompanhada do vídeo do discurso que deu na véspera, no qual disse que o fato de o ministro da Justiça, Sergio Moro, ter cumprido bem sua missão como juiz permitiu que ele chegasse à Presidência.

Quando responsável pelos processos da operação Lava Jato na primeira instância em Curitiba, Moro condenou Lula no caso do tríplex no Guarujá (SP), por conta do qual o petista ficou 580 dias preso.

“Amantes da liberdade e do bem, somos a maioria. Não podemos cometer erros. Sem um norte e um comando, mesmo a melhor tropa se torna um bando que atira para todos os lados, inclusive nos amigos. Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa”, escreveu Bolsonaro na rede social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *