Bolsonaro faz muito mal à saúde

Arquivado em: Opinião, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 20 de março de 2020 as 10:05, por: CdB

A revista Época informa que “o Ministério Público junto ao TCU pediu que a corte apure se Jair Bolsonaro cometeu crime ao cumprimentar manifestantes durante pandemia do coronavírus no último dia 15”. Além de incentivar um ato fascista, o “capetão” teria atentado contra a saúde pública.

Por Altamiro Borges – de São Paulo

Lucas Rocha, subprocurador-geral junto ao TCU, atacou: “Ignorando o enorme risco à saúde pública, de expansão do coronavírus entre os brasileiros, e contrariando determinações de órgãos federais e distritais da saúde, Bolsonaro saiu às ruas para interagir pessoalmente com os manifestantes”.

 Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro

O subprocurador-geral também afirma que “o presidente da República, chefe do Poder Executivo, incentivou e, em pessoa, participou de manifestações contrárias ao Poder Legislativo e ao Poder Judiciário. Isso é gravíssimo!”. Ele afirma que esse crime “é passível de impeachment”.

O Núcleo de Operações e Inteligência em Saúde divulgou na terça-feira resultado de um estudo inédito que traz a projeção de casos de infecção por COVID-19 até 26 de março: a propagação pode alcançar 4.970 casos. Será que o irresponsável do “capetão” ainda acha que é tudo “fantasia”?

Segundo o estudo, desde 26 de fevereiro, quando foi detectado o 1º caso no Brasil, a doença cresceu 32% ao dia, chegando a 200 casos confirmados em 15 de março. Na projeção, São Paulo será responsável por 68% dos casos, ficando entre 2.550 e 3.380 infectados nesse período.

Pandemia no Brasil

“Em comparação com outros oito países, Irã, Itália, Coréia do Sul, Espanha, França, Alemanha, China e EUA, ficou evidente que a velocidade da evolução da pandemia no Brasil, de forma geral, é muito rápida”, afirma o estudo do Núcleo de Operações e Inteligência em Saúde.

O jornalista Bernardo Mello Franco, do diário conservador carioca O Globo, confirma que o general Augusto Heleno, 72 anos, está com coronavírus. “É o 16º infectado da comitiva de Bolsonaro nos EUA”. Será que o “capetão” vai manter a sua “festinha” de aniversário neste sábado? O general será convidado pelo capitão?

Incensados pelo presidente, bolsonaristas fazem tão mal à saúde como o coronavírus. Agora circulam nas redes mensagens apócrifas convocando novos atos em apoio ao “capetão” e contra o Congresso e o STF. Eles propõe concentração “na frente dos quartéis” em 31 de março em homenagem ao golpe militar de 1964.

A convocação apócrifa

Segundo Igor Gielow, da Folha, “a sugestão de ato na porta de quartéis exposta em rede social de Bolsonaro alarma militares”. A convocação apócrifa “caiu como uma bomba dentro de alguns dos quartéis citados no texto”. Será que os generais cúmplices e submissos vão peitar o capitão?

Ainda segundo a Folha, “o próprio Bolsonaro indicou apoio, a seu estilo”, aos atos nos quarteis. Diante dessa postura, “oficiais-generais disseram acreditar ser uma provocação barata, visando associar os militares aos polêmicos atos que pedem o fechamento do Congresso e do STF”. E agora?

O abutre financeiro Paulo Guedes, czar da economia, é tão tosco e desumano quanto Bolsonaro. Seu pacote em resposta ao coronavírus prevê apenas antecipações de gastos, não garante recursos à saúde, não protege a economia e descarta os trabalhadores e os pobres. É um plano inócuo e cruel!

O jornal Valor informa que os “EUA preparam distribuição de dinheiro para a população”. A ideia é repassar US$ 500 bilhões para salvar a economia ianque. Já a “França admite estatizar empresas em dificuldade”. Diante dessas medidas, pacote de Guedes “é um pum”, como diria Regina Duarte.

Após afirmar que o coronavírus era “histeria da mídia”, Bolsonaro agora mostra que só se preocupa com o seu futuro político. Danem-se os brasileiros. Em entrevista à rádio Bandeirantes, o insano disse: “Se a economia afundar, afunda o Brasil. Se afundar a economia, acaba com meu governo”.

De forma meio espontânea, o fascistoide foi alvo de panelaços em diversos bairros da classe média em SP, RJ e outras capitais na terça-feira. Protestos mais organizados estão agendados para a noite de quarta-feira. O “Fora Bolsonaro” ecoará em centenas de cidades. Bora preparar a goela!

Altamiro Borges, é jornalista.

As opiniões aqui expostas não representam necessariamente a opinião do Correio do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *