Bolsonaro prepara um ‘pente-fino’ nas nomeações de Temer, diz Lorenzoni

Arquivado em: Brasil
Publicado quinta-feira, 3 de janeiro de 2019 as 17:42, por: CdB

Apesar do anúncio de um ‘pente fino’ nas contas do governo passado, Bolsonaro liberou a nomeação de Carlos Marum, ex-chefe da Secretaria de Governo.

 

Por Redação – de Brasília

 

O governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) prepara um pente-fino nas movimentações financeiras dos últimos 15 dias da gestão Michel Temer. A medida se aplicará, especialmente, na liberação de recursos por parte dos ministérios. Também nas nomeações e exonerações de pessoal no último mês, disse nesta quinta-feira o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, depois da primeira reunião ministerial do novo governo.

Ex-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marum foi nomeado para o Conselho de Itaipu
Ex-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marum foi nomeado para o Conselho de Itaipu

Segundo o ministro, houve liberações atípicas de verbas e o alto volume “causou estranheza”. Os ministros foram orientados a revisar cada uma delas. Onyx informou ainda que o ministro da Economia, Paulo Guedes, fará uma apresentação sobre a proposta de reforma da Previdência ao presidente Jair Bolsonaro na próxima semana.

Questionado sobre as dificuldades elencadas por Guedes em seu discurso de posse, Onyx afirmou que a única coisa a dizer nesse momento é que o governo fará a reforma. Apesar do anúncio de um ‘pente fino’ nas contas do governo passado, Bolsonaro liberou a nomeação de Carlos Marum, ex-chefe da Secretaria de Governo, para o Conselho da Hidrelétrica de Itaipu.

Marum, aliado de primeira hora do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, hoje preso em Curitiba, receberá um salário de R$ 27 mil para

Investimentos

Ainda na reunião ministerial, Bolsonaro afirmou que o governo vai atrair cerca de R$ 7 bilhões em investimentos com concessões de ferrovias, aeroportos e terminais portuários. Ele se referiu a projetos previstos para serem leiloados no governo anterior, mas que ficaram para a atual gestão devido a atrasos.

“Rapidamente atrairemos investimentos iniciais em torno de 7 bilhões de reais, com concessões de ferrovia, 12 aeroportos e 4 terminais portuários. Com a confiança do investidor sob condições favoráveis à população resgataremos o desenvolvimento inicial da infraestrutura do Brasil”, disse Bolsonaro em mensagem no Twitter.

O governo do ex-presidente Michel Temer marcou para março deste ano os leilões da ferrovia Norte-Sul, de 12 aeroportos e de quatro terminais portuários, após meses de entraves provocarem um adiamento no final do ano passado.

Estimativa

Segundo a estimativa do Programa de Parceria para Investimentos (PPI), as outorgas dos projetos devem levantar mais de 4,5 bilhões de reais, dos quais 1,35 bilhão de reais é relativo à ferrovia.

Bolsonaro não deu detalhes sobre a estimativa de R$ 7 bilhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *