Bolsonaro renova vasectomia e entra em período de repouso, de olho em Moro

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 31 de janeiro de 2020 as 14:59, por: CdB

A cirurgia ocorreu no Hospital das Forças Armadas (HFA). Trata-se da segunda vez que o presidente se submete ao procedimento cirúrgico. Durante a tarde passada, o mandatário visitou áreas atingidas pelas chuvas, em Minas Gerais.

 

Por Redação – de Brasilia

 

Aos 64 anos, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi submetido, na noite passada, a uma nova vasectomia. O procedimento médico determina a esterilização para homens que não desejam ter mais filhos biológicos.

O atual ministro Sérgio Moro foi o responsável por condenar em primeira instância o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva | ABr
O atual ministro Sérgio Moro foi o responsável por condenar em primeira instância o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

A cirurgia ocorreu no Hospital das Forças Armadas (HFA). Trata-se da segunda vez que o presidente se submete ao procedimento cirúrgico. Durante a tarde passada, o mandatário visitou áreas atingidas pelas chuvas, em Minas Gerais, discutindo providências para a questão das enchentes que assolam o Estado. Quando desembarcou de volta em Brasília, às 18 horas, seguiu direto para o HFA para se submeter à cirurgia.

Para fazer uma vasectomia, é preciso ter mais de 25 anos ou pelo menos dois filhos. A cirurgia só pode ser marcada para dois meses depois da primeira consulta com o médico, um tempo para o paciente decidir se é isso mesmo que ele quer.  Com anestesia local, o médico faz duas pequenas incisões de um centímetro cada uma e interrompe a passagem do sêmen do testículo para a próstata.

Campanha

Assessores do presidente disseram que ele havia ido fazer exames e a orientação era de manter sigilo sobre a ida ao hospital. Quando saiu do hospital, antes das 20h30, o presidente fez questão de caminhar até o carro. Fez isso lentamente e com um dos braços apoiado sobre um assessor.

Durante a campanha presidencial, em 2018, Bolsonaro divulgou um vídeo no qual aparecia ao lado da filha, Laura, hoje com dez anos, e relatou, em tom de emoção, que desfez uma vasectomia para que a mulher, Michelle Bolsonaro, pudesse engravidar. Laura, segundo o pai de quatro filhos homens, “foi uma fraquejada”.

A declaração do então candidato foi feita no momento em que estava crescendo na internet uma campanha intitulada “Mulheres Unidas contra Bolsonaro”, que, na época teve o apoio de dois milhões de participantes.

Onix e Santini

Sua agenda para esta sexta-feira está sem compromissos oficiais, mas estava prevista uma reunião com o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. O colaborador aguarda a reunião para saber se permanece, ou não, no cargo, após crise que levou à demissão de seu substituto eventual, José Vicente Santini, que usou um jato da FAB para ir a Davos e Nova Delhi.

Embora não tenha atividades oficiais, Bolsonaro também avalia a notícia de que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, está mais próximo de se candidatar ao Planalto, em 2022. Moro tem recebido, há cerca de seis meses, pesquisas eleitorais feitas por um instituto e não divulgadas publicamente em que seu nome é colocado como uma opção de candidato a presidente da República.

O levantamento é composto das “perguntas estimuladas”, em que os pesquisadores citam para o entrevistado quais são as opções de resposta. Na primeira pesquisa que o ex-juiz recebeu, ele recebia mais de 15% dos votos. Moro também passou analisar pesquisas com seu nome e que também incluem Jair Bolsonaro como presidenciável.

Fritura

O ex-juiz da Operação Lava Jato conseguiu afastar das urnas o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, depois de condená-lo sem provas no processo do triplex em Guarujá (SP) e, ato seguinte, aceitou ser ministro do rival do ex-presidente.

Posteriormente, conversas divulgadas no escândalo da Vaza Jato revelaram que o atual ministro, em fase de fritura no Planalto, foram convidado para o atual governo ainda durante a campanha eleitoral. Bolsonaro disse, há uma semana, que poderia esvaziar a pasta, mas voltou atrás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *