Bombardeios da coalizão internacional deixam mortos na Síria

Arquivado em: América do Norte, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 21 de junho de 2018 as 15:37, por: CdB

Esses enfrentamentos ocorreram após um ataque do EI contra posições das FSD e coincidiram com os ataques aéreos da coalizão, que oferece apoio a essas milícias no terreno

Por Redação, com EFE – de Beirute:

Pelo menos sete civis morreram nesta quinta-feira, além de 11 membros do grupo terrorista Estado Islâmico (EI), em bombardeios da coalizão internacional liderada pelos EUA contra o último reduto controlado pelos jihadistas no leste da província síria de Deir ez Zor (nordeste).

Bombardeios da coalizão internacional na Síria matam pelo menos sete civis

O Observatório Sírio de Direitos Humanos informou que também há feridos entre os civis, mas não especificou o número, e advertiu que os mortos, tantos civis como combatentes, podem aumentar devido a que há feridos graves e desaparecidos sob os escombros.

A ONG afirmou que a aliança liderada por Washington bombardeou a cidade de Shaafa, situada na ribeira oriental do rio Eufrates, que foi palco de enfrentamentos entre o EI e as Forças da Síria Democrática (FSD), agrupamento armado liderada por milícias curdas e apoiadas pela coalizão.

Estado Islâmico

Esses enfrentamentos ocorreram após um ataque do EI contra posições das FSD e coincidiram com os ataques aéreos da coalizão, que oferece apoio a essas milícias no terreno.

No passado, Deir ez Zor foi um dos redutos mais importantes do EI na Síria, junto à província de Raqqa, mas os extremistas perderam nos últimos meses a maior parte de seus domínios para as FSD e as forças governamentais sírias.

Atualmente, os extremistas só dominam 3% do território sírio e têm presença nas províncias de Deraa (sul), Al Hasaka e Deir ez Zor, depois que perderam o controle de outras sete províncias desde 2017, segundo o Observatório.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *