Bombardeios dos EUA matam talebãs durante ataque a Ghazni

Arquivado em: América do Norte, Manchete, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 13 de agosto de 2018 as 10:41, por: CdB

As tropas norte-americanas, que proporcionam apoio aéreo às forças afegãs, “tiveram ações decisivas contra os talebãs, matando mais de 140 desde 10 de agosto”

Por Redação, com EFE – de Cabul

Mais de 140 talebãs morreram em bombardeios das forças dos Estados Unidos desde que os insurgentes lançaram na sexta-feira uma ofensiva para tentar tomar o controle da cidade de Ghazni, no leste do Afeganistão, informou nesta segunda-feira à agência EFE uma fonte oficial.

Mais de 140 talebãs morreram em bombardeios das forças dos Estados Unidos

As tropas norte-americanas, que proporcionam apoio aéreo às forças afegãs, “tiveram ações decisivas contra os talebãs, matando mais de 140 desde 10 de agosto”, assinalou o porta-voz da missão da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e das forças dos EUA no Afeganistão, Martin O’Donnell.

O porta-voz detalhou que assessores dos Estados Unidos estão “ajudando” as forças afegãs em sua operação em Ghazni, cidade que fica a uma centena de quilômetros ao sul de Cabul e onde continuam os enfrentamentos esporádicos com os insurgentes, especialmente nos arredores.

Nos últimos quatro dias, as tropas internacionais fizeram 24 bombardeios, a maioria deles no domingo.

– A cidade de Ghazni continua sob o controle do governo afegão e as isoladas e dispersas forças talebãs que continuam na localidade não supõem uma ameaça para sua queda (para mãos insurgentes) – afirmou O’Donnell.

No entanto, o porta-voz reconheceu que a tática dos insurgentes de se esconderem em residências de civis representa uma “ameaça” para os moradores de Ghazni, que estão “aterrorizados e acuados por conta desse ataque infrutuoso e pela consequente execução de inocentes, destruição de casas e o incêndio de um mercado “.

As tropas afegãs frustraram no domingo um ataque dos insurgentes contra a prisão da cidade, indicou O’Donnell.

– Tática, operacional e estrategicamente, os talebãs não alcançaram nada com este ataque fracassado, exceto outra manchete chamativa, mas sem consequências – concluiu o porta-voz.

A ofensiva dos insurgentes é a pior contra uma capital provincial desde que em maio os talebãs conseguiram ocupar durante um curto período de tempo a cidade ocidental de Farah.

De acordo com informação difundida no fim do ano passado pelo Congresso dos Estados Unidos, o Executivo afegão controla cerca do 56% do país, enquanto os talebãs dominam 11% e o resto é território em disputa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *