Bradesco nega interesse em comprar o Banco Santos

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado quarta-feira, 17 de novembro de 2004 as 09:54, por: CdB

Presidente do Bradesco, Márcio Cypriano negou, nesta quarta-feira, qualquer interesse na compra do Banco Santos, ao contrário do que previram analistas de mercado na noite passada. Segundo Cypriano, banco que hoje sofre a intervenção do Banco Central não tem uma rede de atendimento compatível com o perfil do Bradesco, que trabalha fundamentalmente com o varejo. Dados recentes do Bradesco mostram um volume de cerca de 4,2 mil contas abertas, por dia, em todo o país, enquanto o Banco Santos tem apenas 700 correntistas.

Uma das saídas para o Banco Santos, ainda segundo Cypriano, vai ao encontro do que prevê o principal advogado do Banco Santos, Sérgio Bermudes. Ele afirmou, na manhã desta quarta-feira, que a venda da instituição bancária será a melhor alternativa e, um dos melhores procedimentos será contratar uma empresa especializada na reestruturação do quadro financeiro. Ele sugeriu, como exemplo, a empresa de consultores norte-americana Goldman & Sachs como apta a avaliar o patrimônio do banco, que tem sua carteira lastreada por por pequenas e médias empresas. Em uma avaliação básica no mercado, o Banco Santos estaria avaliado em R$ 600 milhões, o que corresponde ao patrimônio do final do segundo trimestre deste ano.