Brasil conquista 34 mercados para a carne bovina em apenas um ano

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado quarta-feira, 10 de novembro de 2004 as 18:08, por: CdB

Neste ano, o Brasil aumentou de 106 para 140 os mercados compradores de carne bovina. Para a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec), o aumento de 34 países em um ano é a consolidação de liderança do Brasil num ramo em que existe qualidade e sanidade.

No mês de outubro, foram embarcadas 181 mil toneladas de carne bovina, 33% a mais do que no mesmo mês do ano passado, com faturamento de US$ 223 milhões. De janeiro a outubro, os exportadores venderam 1,5 milhão de toneladas, no total de US$ 2 bilhões. No mesmo período do ano passado, esse valor foi 69% menor. Em doze meses, o setor embarcou 1,8 milhão de toneladas e faturou US$ 2,3 bilhões, 66% a mais na comparação com igual período do ano passado.

Para Marcus Vinicius Pratini de Moraes, presidente da Abiec, o resultado tem duplo significado: mostra a competitividade do produto brasileiro, que tem qualidade e sanidade e reduz a dependência do país de eventuais problemas em um ou outro mercado, considerando um contexto em que as novas barreiras comerciais podem vir em nome da sanidade animal e vegetal.

Pratini de Moraes destacou que o país conseguiu ampliar o mercado devido a “um grande esforço de marketing”. Hoje o país tem na lista de seus clientes países como Moldova e Cazaquistão, e consolida posição em vizinhos como a Venezuela. “Fizemos um esforço de marketing no último ano que influenciou muito nesse resultado”, afirmou.

Atualmente os principais importadores da carne bovina “in natura” brasileira são Rússia, Países Baixos, Itália, Chile, Egito, Argélia, Irã, Espanha, Reino Unido e Alemanha. Juntos, esses mercados compraram no mês de outubro 87 mil toneladas de carne brasileira, gerando receita de US$ 127 milhões.