Brasil encerra temporada de amistosos com vitória sobre Camarões

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 21 de novembro de 2018 as 10:21, por: CdB

O ex-atacante do Fluminense, que começou na reserva, mas entrou em campo nos primeiros minutos devido a uma contusão de Neymar, teve atuação destacada no confronto com a seleção comandada por Clarence Seedorf, assim como Willian.

Por Redação, com EFE – de Londres

Graças a um gol marcado por Richarlison instantes antes do intervalo entre os dois tempos, a seleção brasileira se despediu do ano de 2018 vencendo Camarões por 1 a 0 na terça-feira, em amistoso disputado no MK Stadium, na cidade de Milton Keynes, próxima a Londres.

Seleção não faz grande apresentação, mas bate adversário africano por 1×0

O ex-atacante do Fluminense, que começou na reserva, mas entrou em campo nos primeiros minutos devido a uma contusão de Neymar, teve atuação destacada no confronto com a seleção comandada por Clarence Seedorf, assim como Willian.

Em um ano marcado pela terceira eliminação em quartas de final de Copa do Mundo nas últimas quatro participações, o Brasil sofreu apenas três gols. O problema é que dois deles aconteceram justamente na derrota para a Bélgica por 2 a 1, que significou o adeus ao sonho de conquistar o hexacampeonato mundial na Rússia.

Nesta terça, o técnico Tite manteve cinco titulares em relação à vitória sobre o Uruguai por 1 a 0 na última sexta-feira: o lateral-direito Danilo, o zagueiro Marquinhos, o volante Arthur e os atacantes Roberto Firmino e Neymar – que se machucou e saiu com menos de dez minutos. Dessa forma, apenas o zagueiro Dedé, o volante Fabinho e o meia-atacante Rafinha não foram aproveitados em nenhum dos dois compromissos da seleção em novembro.

Por Camarões, os nomes mais conhecidos – além do técnico Seedorf – foram o goleiro Onana, do Ajax, e o atacante Choupo-Moting, companheiro de Marquinhos e Neymar no Paris Saint-Germain.

Em uma das poucas boas jogadas do primeiro tempo, logo aos quatro minutos, Alex Sandro cruzou da esquerda, Allan ajeitou no peito, limpou a marcação e chutou forte para boa defesa de Onana. Um minuto depois, Neymar carregou pelo meio, levou para o pé direito e arriscou de fora da área. A bola foi longe, o camisa 10 sentiu a virilha e teve de deixar o amistoso.

Com dificuldade para criar, o Brasil incomodava em lances de bola parada. Aos 13, Willian cobrou falta fechado, ninguém apareceu para desviar e o arqueiro dos ‘Leões Indomáveis’ defendeu. Oito minutos mais tarde, com bola rolando, o meia do Chelsea passou para Roberto Firmino, que dominou na pequena área e tentou tirar do goleiro, mas Onana salvou Camarões mais uma vez.

A seleção até ficava mais com a bola, mas só voltou a ter outra chance clara aos 37 minutos, quando Richarlison encarou a marcação pela esquerda e sofreu falta. Danilo foi para a bola, em vez de Willian, e acertou a barreira.

Richarlison era o grande nome em campo e mostrou isso outras duas vezes antes do intervalo. Na primeira, aos 40 minutos, colocou na cabeça de Firmino, que mandou à direita do alvo. Na segunda, aos 44, aproveitou cobrança de escanteio de Willian da direita, subiu mais que a marcação e, também em um cabeceio, fez 1 a 0.

O time de Tite voltou do vestiário com Gabriel Jesus em lugar de Firmino e exercendo certa pressão. Willian deu trabalho duas vezes, logo com um minuto, em tentativa de gol olímpico, e aos quatro, em cruzamento fechado que nem Jesus nem Richarlison alcançaram.

A atual campeã

A atual campeã africana esteve perto do empate aos sete, em descida pela direita de Ekambi, que cruzou por baixo. Bahoken surgiu livre nas costas da defesa e tentou completar de carrinho, mas cedeu tiro de meta. Ederson cobrou para a intermediária de ataque, o goleiro Ondoa, que substituíra o primo Onana no intervalo, saiu mal, Gabriel Jesus tocou para o gol vazio e acertou a trave.

As oportunidades apareciam, mas a bola teimava em não entrar. Aos 14 minutos, Danilo recebeu na meia-lua, tentou de pé esquerdo e tirou tinta do poste esquerdo. Em seguida, aos 21, Arthur bateu colocado, de muito longe, e quase encobriu Ondoa, mas acabou carimbando o travessão.

Em outra tentativa de fora da área, aos 31 minutos, Jesus passou para Allan, que bateu firme de pouco antes da meia-lua. O goleiro camaronês defendeu em dois tempos.

Ondoa se consagrou na parte final do amistoso ao fazer três grandes defesas, duas delas em sequência, e impediu que o Brasil vencesse por uma vantagem maior. Aos 40 minutos, Alex Sandro colocou para o meio da área e Allan concluiu para defesa difícil do camisa 16. Aos 42, Gabriel Jesus tentou e Richarlison ficou com o rebote, mas ambos pararam no “paredão” dos ‘Leões Indomáveis’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *