Brasil pretende doar 1 milhão de testes de coronavírus quase vencidos ao Haiti

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021 as 11:44, por: CdB

O Ministério da Saúde pretende doar ao Haiti 1 milhão de testes para detecção da covid-19 com data de vencimento a partir de abril. Ao todo, são cerca de 5 milhões de exames encalhados em um armazém federal, conforme publicou o jornal Estadão.

Por Redação, com Sputnik – de Brasília

O Ministério da Saúde pretende doar ao Haiti 1 milhão de testes para detecção da covid-19 com data de vencimento a partir de abril. Ao todo, são cerca de 5 milhões de exames encalhados em um armazém federal, conforme publicou o jornal Estadão.

Mulher realiza teste PCR para detecção da covid-19 em Campinas, São Paulo

Cerca de 5 milhões de testes para detecção da doença estão próximos de vencer. Uma equipe do ministro Pazuello está no país caribenho para negociar a entrega do material.

Desgastes à imagem do ministro

O governo tenta evitar mais desgastes à imagem do ministro Eduardo Pazuello, que está sendo investigado pela Polícia Federal a pedido do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), por suposta omissão na ajuda ao estado do Amazonas. Uma equipe de Pazuello está em Porto Príncipe, capital do Haiti, para negociar a entrega e verificar se o país tem condições de receber o material.

Outro lote foi oferecido a hospitais filantrópicos e Santas Casas.

Em novembro de 2020, o ministério estocava 7,1 milhões de exames do tipo RT-PCR, de acordo com o jornal. O produto ganhou mais quatro meses de validade e, até o momento, 2,1 milhões de exames foram liberados.

Estes testes são os mais indicados para o diagnóstico da doença. Para realizá-los, porém, também são necessários cotonetes swab, tubos coletores, reagentes de extração do RNA e outros insumos que o Brasil não conseguiu comprar em larga escala.