Brexit: ministra sugere ‘Plano B’ antes de votação de acordo de May

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sábado, 8 de dezembro de 2018 as 12:43, por: CdB

Com seu próprio futuro na balança, May insiste que seu acordo, laboriosamente negociado com a UE durante muitos meses, é o único na mesa e que as alternativas são uma dolorosa saída “sem acordo” da UE ou possivelmente nenhum Brexit.

Por Redação, com Reuters – de Londres

Um aliado próximo da primeira-ministra britânica Theresa May se tornou neste sábado o primeiro ministro a sugerir um possível plano B se, como esperado, o parlamento rejeitar na próxima semana seu plano de deixar a União Europeia.

Ministra sugere ‘Plano B’ antes de votação de acordo de May para o Brexit

Com seu próprio futuro na balança, May insiste que seu acordo, laboriosamente negociado com a UE durante muitos meses, é o único na mesa e que as alternativas são uma dolorosa saída “sem acordo” da UE ou possivelmente nenhum Brexit.

No entanto, membros do parlamento, incluindo o próprio Partido Conservador, devem rejeitar seu acordo, que prevê laços estreitos com a UE, em uma medida que colocaria a quinta maior economia do mundo em uma incerteza ainda maior.

Apesar de concordar com o fato de que o acordo oferece a melhor opção para sair da UE, Amber Rudd, ministra do Trabalho e Previdência, disse que um relacionamento no estilo da Noruega com o bloco também pode oferecer uma saída para o atual impasse.

– Se o plano de May não passar, tudo pode acontecer: o voto das pessoas, mais a Noruega, qualquer uma dessas opções pode acontecer – disse ela à rádio BBC no sábado.

Rudd disse ao jornal The Times em uma entrevista que sua opção preferida, se o acordo de maio falhar, era o modelo de “Noruega Mais, acrescentando que “parece plausível não apenas em termos do país, mas em termos de onde os parlamentares estão”.

A Noruega não é membro da UE, mas está no mercado único do bloco, que permite a livre circulação de mercadorias, capital, serviços e pessoas. ‘Noruega mais’ prevê que a Grã-Bretanha também permaneça na união aduaneira da UE, na qual a Noruega não está.

Alguns legisladores pró-UE também manifestaram apoio a um segundo referendo sobre a adesão à UE, ou “voto do povo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *