Bush: ‘É necessário tratar duramente o Hamas’

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado domingo, 15 de junho de 2003 as 13:23, por: CdB

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, justificou neste domingo, os ataques militares de Israel dos últimos dias ao afirmar que é necessário “tratar duramente” ao grupo radical palestino Hamas.

Bush está em Kennebunkport (Maine), onde passa o fim de semana na residência de férias de sua família.

– O mundo livre e os que amam a liberdade e a paz devem tratar duramente o Hamas e aos assassinos – disse o presidente americano.

Bush respondia assim a uma pergunta sobre se estão justificados os ataques de Israel desta semana contra Gaza, nos quais morreram vinte palestinos, entre eles seis dirigentes da organização radical.

Perguntado se está disposto a aportar dinheiro ou armas para que a Autoridade Nacional Palestina possa estabelecer uma força capaz de controlar o Hamas, Bush respondeu que Washington está ajudando à ANP a reconstruir suas forças de segurança, como se estabeleceu na cúpula tripartite de Aqaba (Jordânia) no último dia 4.

– Gostaríamos que a Autoridade Palestina estabelecesse uma força de segurança e isso servirá – explicou.

O Hamas se atribuiu na quarta-feira a autoria de um atentado suicida contra um ônibus israelense em Jerusalém, no qual morreram 17 pessoas e cerca de setenta ficaram feridas.

O grupo palestino justificou o atentado como represália contra o ataque com helicópteros por parte das tropas israelenses na segunda -feira contra seu dirigente Abdel Aziz Rantissi, no qual o líder fundamentalista se salvou mas morreram outras duas pessoas.

A escalada da violência no Oriente Médio ameaça o plano de paz respaldado por Bush e conhecido como Mapa de Caminho, que prevê a criação de um Estado palestino em 2005.