Cabo Daciolo diz ter a revelação de que episódio da facada é outra mentira de Bolsonaro

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 7 de abril de 2020 as 13:05, por: CdB

Daciolo diz que isso “está no meu coração”, como se tivera uma revelação extrassensorial sobre o incidente. Tudo, segundo o ex-adversário do mandatário neofascista nas eleições de 2018, não teria passado de uma grande farsa.

Por Redação – do Rio de Janeiro

Ex-candidato ê Presidência da República, o Cabo Daciolo (Avante) publicou em uma rede social, nesta terça-feira, que a Maçonaria e uma organização secreta chamada Nova Ordem Mundial arquitetaram e realizaram uma pantomima em que o então candidato do PSL ao Planalto – o hoje presidente Jair Bolsonaro (sem partido) – teria sofrido uma facada “de mentirinha”. Daciolo diz que isso “está no meu coração”, como se tivera uma revelação extrassensorial sobre o incidente. Tudo, segundo o ex-adversário do mandatário neofascista nas eleições de 2018, não teria passado de uma grande farsa para encobrir a necessidade de Bolsonaro passar por uma cirurgia delicada, no abdômen.

Cabo Daciolo (Avante) revela acreditar que Bolsonaro não levou uma facada, no suposto atentado ocorrido em Juiz de Fora
Assista à declaração de Daciolo, reproduzido em uma mensagem no Twitter, nesta manhã:

Vou revelar algo que está no meu coração há muito tempo. Eu não acredito em facada de Bolsonaro nenhuma. Cabo Daciolo não acredita. Vou dizer o que eu acredito: Bolsonaro estava com uma enfermidade e tinha que fazer uma cirurgia. E aí, a Maçonaria junto com a Nova Ordem Mundial montou todo esse espetáculo aí. É o que eu acredito, o que está no meu coração e estou revelando hoje para você. Se for de Deus o que eu estou falando aqui, isso tudo vai cair por terra em nome do Senhor Jesus Cristo — afirmou Daciolo.

Ainda segundo Daciolo, o pastor evangélico Silas Malafaia teria sido cúmplice na trama.

— Observem que, logo depois da facada, no dia seguinte, o senhor Silas Malafaia já estava dentro do hospital convocando todo o povo em 7 de setembro, num dia importante para a nação, para fazer parte dessa caminhada desse governo maçon. ‘Tá’ repreendido em nome do Senhor Jesus Cristo — conclui.