Cade pode investigar Google sobre sistema operacional para celulares

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Tablet & Celulares, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 15 de agosto de 2018 as 13:48, por: CdB

De acordo com a reportagem, Barreto disse que o Cade decidirá se vai investigar formalmente a empresa norte-americana, cuja empresa controladora é a Alphabet, dependendo dos resultados de uma avaliação que já está em andamento

Por Redação, com Reuters – do Rio de Janeiro

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) está considerando abrir uma investigação contra o Google por suposto abuso no mercado de sistemas operacionais para celulares, disse o presidente do Cade em entrevista publicada no jornal Valor Econômico desta quarta-feira.

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) está considerando abrir uma investigação contra o Google

Os comentários feitos por Alexandre Barreto acontecem semanas depois de o órgão de defesa da concorrência da União Europeia ter multado o Google em um valor recorde de 4,34 bilhões de euros (US$ 4,91 bilhões) e ordenado que a empresa parasse de usar seu popular sistema operacional Android para bloquear o avanço de rivais.

De acordo com a reportagem, Barreto disse que o Cade decidirá se vai investigar formalmente a empresa norte-americana, cuja empresa controladora é a Alphabet, dependendo dos resultados de uma avaliação que já está em andamento.

União Europeia

– O que estamos fazendo, agora, é analisar a decisão da União Europeia para decidir se é o caso de termos uma atuação aqui ou não – disse Barreto na entrevista.

O Google não quis comentar. Mas em um post após a decisão da União Europeia, o presidente-executivo da empresa Sundar Pichai disse que os celulares Android competem com telefones iOS, da Apple, acrescentando que a decisão não leva em conta quantas escolhas o Android oferece aos fabricantes de celulares e operadoras de redes móveis.

O sistema Android, do Google, que os fabricantes de dispositivos podem usar de graça, opera em cerca de 80 %  dos smartphones do mundo, de acordo com a empresa de pesquisa de mercado Strategy Analytics.

Segundo a União Europeia, o comportamento ilegal do Google data de 2011 e inclui a obrigatoriedade de os fabricantes pré-instalarem o Google Search e seu navegador Chrome junto com sua loja de aplicativos Google Play em seus dispositivos Android. Também inclui pagar aos fabricantes para pré-instalarem apenas o Google Search e impedi-los de usar sistemas concorrentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *