Cafés reabrem após número diário de mortes atingir baixa na Espanha

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 11 de maio de 2020 as 10:37, por: CdB

Garçons de máscara serviam café e sanduíches “bocadillo” nos terraços de cafeterias de Sevilha na manhã desta segunda-feira, já que partes da Espanha estão suavizando as restrições em meio a uma desaceleração da epidemia de coronavírus.

Por Redação, com Reuters – de Madri

Garçons de máscara serviam café e sanduíches “bocadillo” nos terraços de cafeterias de Sevilha na manhã desta segunda-feira, já que partes da Espanha estão suavizando as restrições em meio a uma desaceleração da epidemia de coronavírus, o número de novas mortes atingiu o menor índice em quase dois meses.

Garçonete com máscara de proteção serve clientes em Cuenca, na Espanh
Garçonete com máscara de proteção serve clientes em Cuenca, na Espanh

– Estou muito feliz, queria muito trabalhar. Faz dois meses que estamos fechados – disse Marta Contreras, garçonete do centro de Sevilha, sorrindo por trás da máscara.

Cerca de metade dos 47 milhões de habitantes do país avançaram para a chamada fase um de um plano de quatro etapas para relaxar um dos isolamentos mais rígidos da Europa nesta segunda-feira depois que o governo decidiu que as regiões em que estas vivem cumprem os critérios necessários.

Ainda assim, cidades como Madri e Barcelona, particularmente atingidas pela epidemia, não foram incluídas por ora, e os cafés continuaram fechados na praça da Porta do Sol da capital, normalmente repleta.

Ministério da Saúde

Dados do Ministério da Saúde mostraram que o número diário de mortes recuou dos 143 de domingo para 123 nesta segunda-feira, o que eleva o total de óbitos da pandemia a 26.744 em um dos países mais afetados do mundo. O número diário também caiu em relação ao recorde de 950 do início de abril e é o menor em sete semanas.

Os serviços religiosos foram retomados com público limitado. Cadeiras, ao invés de bancos, foram instaladas de maneira a manter uma distância de dois metros entre os fiéis.

Conforme a amenização do isolamento, até 10 pessoas podem se reunir, além de poderem circular livremente pela província.

Os pontos comerciais comemoraram a volta ao trabalho depois da longa paralisia, mas muitos disseram que ainda estão acumulando perdas.

Apoio

– Só podemos abrir graça ao dono do imóvel, que reduziu nosso aluguel significativamente, e ao apoio de nossa equipe, que renunciou a parte dos salários para começar a trabalhar – disse José Manuel, dono de um café de Sevilha.

Em regiões que se qualificam para a reabertura, como a maior parte da Andaluzia, a mais populosa da Espanha, as Ilhas Canárias e Baleares, bares, restaurantes, lojas, museus, academias e hotéis tiveram permissão para voltar a funcionar, a maioria com capacidade reduzida.

Mas Madri, Barcelona e outras cidades, como Valência, Málaga e Granada, continuarão na fase 0, o que decepcionou os governos regionais que enfrentam as implicações econômicas de um isolamento prolongado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *