Câmara avalia se vai aumentar impostos sobre a folha de pagamento

Arquivado em: Comércio, Indústria, Negócios, Serviços, Últimas Notícias
Publicado sábado, 24 de fevereiro de 2018 as 17:01, por: CdB

Esta semana, Maia bateu de frente com o Palácio do Planalto após a apresentação de um lista de medidas que ajudariam a suplantar o fracasso nas negociações para a votação da Reforma da Previdência. O aumento de impostos na folha de pagamento está entre elas.

 

Por Redação, com Reuters – de Brasília

 

A proposta de reoneração da folha de pagamento das empresas deve ser pautada na próxima semana e votada em regime de urgência pela Casa, de acordo com o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia.

projeto da desoneração
Maia bateu de frente com o Palácio do Planalto sobre a oneração na folha de pagamento

“O projeto é de um deputado de oposição, o que é bom porque mostra a preocupação da oposição na organização das contas públicas”, disse ele a jornalistas após lançamento de um Observatório da Câmara para acompanhar a intervenção Federal o Rio de Janeiro.

Esta semana, Maia bateu de frente com o Palácio do Planalto após a apresentação de um lista de medidas que ajudariam a suplantar o fracasso nas negociações para a votação da Reforma da Previdência.

Crédito suplementar

Maia chegou a chamar a lista de café velho frio por incluir medidas que já estavam em discussão no Congresso.

Maia voltou afirmar que a agenda econômica de projetos vai continuar andando na Casa. Ele alertou que o futuro presidente assumirá um país em grave situação fiscal.

– Em 2019, temos impossibilidade de cumprir a regra de ouro. E o próximo presidente vai ter que aprovar um crédito suplementar. O teto de gastos vai explodir no próximo ano. A projeção dos economistas é que a explosão do teto de gastos será de R$ 20 bilhões; para o próximo presidente – concluiu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *