Cambodja: homem mata ex-mulher e transmite ao vivo no Facebook seu suicídio

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Redes Sociais, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 20 de abril de 2018 as 10:54, por: CdB

No ano passado, o Facebook afirmou que expandiria seu software de reconhecimento de padrões depois de testes bem- sucedidos nos Estados Unidos de detecção de usuários com tais intenções

Por Redação, com Reuters – de Phnom Penh, Cambodja:

Um homem assassinou sua ex-mulher e então pulou de uma ponte em suicídio transmitido ao vivo no Facebook, afirmou a polícia nesta sexta-feira, no primeiro caso do tipo registrado no país asiático.

Um homem assassinou sua ex-mulher e então pulou de uma ponte em suicídio transmitido ao vivo no Facebook

Ra Chhay Rath, de 21 anos, matou a ex-mulher em uma escola na quinta-feira e então foi para a ponte Tsubasa, na província de Kandal; e pulou no rio Mekong. Apenas o suicídio foi transmitido ao vivo na rede social, disse a polícia.

– Estamos investigando para saber por que ele matou a ex-mulher – disse Kirth Chantharith, porta-voz da polícia.

No ano passado, o Facebook afirmou que expandiria seu software de reconhecimento de padrões; depois de testes bem- sucedidos nos Estados Unidos de detecção de usuários com tais intenções.
 
A polícia afirmou que o corpo do homem ainda não foi encontrado.

Alemanha

O Facebook informou nesta sexta-feira que vai lançar uma ferramenta para tornar propaganda política mais transparente durante uma importante eleição regional na Alemanha.

A rede social, que enfrenta os efeitos do escândalo gerado pela consultoria política Cambridge Analytica; afirmou que somente vai permitir anunciantes autorizados a veicularem propaganda eleitoral; e que estes anúncios deverão ser claramente identificados.

A empresa também está testando um recurso de visualização de anúncios; que permite que os usuários façam busca para ver os anúncios; que estejam sendo veiculados na página do anunciante no Facebook.

– Vamos lançar a primeira fase de nossos esforços de transparência; a ferramenta de visualização, este ano, a tempo para as eleições na Bavária – disse Joel Kaplan, vice-presidente de políticas públicas globais do Facebook, a legisladores alemães.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *