Campanha de vacinação para covid-19 começa nos EUA

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado domingo, 13 de dezembro de 2020 as 13:12, por: CdB

Trabalhadores em uma fábrica da Pfizer Inc. em Michigan despacharam as primeiras remessas de vacina contra a covid-19 a partir das 6h30 (horário local) neste domingo, dando início ao maior e mais complexo projeto de entrega de vacinas já realizado nos Estados Unidos.

Por Redação, com Reuters – de Los Angeles

Trabalhadores em uma fábrica da Pfizer Inc. em Michigan despacharam as primeiras remessas de vacina contra a covid-19 a partir das 6h30 (horário local) neste domingo, dando início ao maior e mais complexo projeto de entrega de vacinas já realizado nos Estados Unidos.

Campanha de vacinação para covid-19 começa nos EUA com entrega de primeiras remessas
Campanha de vacinação para covid-19 começa nos EUA com entrega de primeiras remessas

Um vídeo das instalações em Kalamazoo mostrou trabalhadores com máscaras retirando de um freezer caixas de papelão contendo potes de vacina e colocando-as em grandes geladeiras antes de serem embaladas e rotuladas.

Funcionários aplaudiram enquanto as primeiras caixas eram transferidas para os caminhões que as esperavam. O momento tão aguardado chega quando as infecções e mortes por covid-19 estão aumentando nos Estados Unidos.

O governo norte-americano planeja liberar as primeiras 2,9 milhões de doses para 64 principais Estados, territórios e cidades, bem como cinco agências federais.

Primeiras remessas

Embora estejam coordenados os esforços de distribuição, os Estados têm a decisão final sobre quem receberá as primeiras vacinas. O governo federal está despachando as primeiras remessas para mais de 600 pontos.

Empresas de diversos setores pressionam autoridades estaduais e federais a priorizarem seus trabalhadores na fila de milhões que aguardam a vacina e com ela a volta à vida livre do medo da doença mortal.

Reguladores dos EUA autorizaram na sexta-feira o uso da vacina da Pfizer e de seu parceiro BioNTech, e agentes de segurança federais acompanharão as remessas fortemente protegidas da fábrica até o destino final.

– Passamos meses traçando estratégias com as autoridades da Operação Warp Speed e nossos clientes de saúde sobre uma logística de vacinas eficiente e agora é a hora de colocar o plano em ação – disse Wes Wheeler, presidente da UPS Healthcare, no sábado.

Os pacotes refrigerados de gelo seco da Pfizer podem conter até 4.875 doses, e a primeira etapa da viagem será de Kalamazoo para aviões próximos.

Os trabalhadores carregarão a vacina -que deve ser mantida em temperaturas subárticas- no avião que os levará aos centros de carga aérea United Parcel Service ou FedEx em Louisville, Kentucky e Memphis, Tennessee, respectivamente.

De lá, eles serão transportados de caminhão ou avião até instalações próximas aos 145 locais norte-americanos destinados a receber as primeiras doses.