Campo de Santana é reaberto no Centro do Rio, com horário de acesso ao público ampliado

Arquivado em: Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 8 de janeiro de 2021 as 13:19, por: CdB

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, participou, na manhã desta sexta-feira, da reabertura do Campo de Santana, no Centro. O espaço teve seu horário de acesso ao público ampliado e passou a funcionar das 6h às 17h, assim como os outros 37 parques da cidade.

Por Redação, com ACS – do Rio de Janeiro

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, participou, na manhã desta sexta-feira, da reabertura do Campo de Santana, no Centro. O espaço teve seu horário de acesso ao público ampliado e passou a funcionar das 6h às 17h, assim como os outros 37 parques da cidade.

Secretaria de Meio Ambiente ampliará o horário de 38 parques da cidade
Secretaria de Meio Ambiente ampliará o horário de 38 parques da cidade

Fechado por 10 meses, o local foi entregue novamente à população, depois da realização de uma força-tarefa composta por diferentes secretarias e órgãos, coordenada pela Fundação Parques e Jardins (FPJ). Logo na chegada, o prefeito plantou uma muda de Ficus microcarpa, árvore popularmente conhecida como figueira.

– Estamos devolvendo esse espaço importante da cidade, uma área de lazer histórica, que está há quase um ano fechada e que tem que ser aberta à população, especialmente nestes tempos de pandemia, em que as pessoas têm dificuldades de utilizar os espaços públicos. É importante que as pessoas tenham um espaço para fazer suas atividades físicas, e agora, aqui, a gente atende à população do Centro – disse Paes, ao lado do subprefeito do Centro, Leonardo Pavão, e do secretário de Meio Ambiente da Cidade, Eduardo Cavaliere.

O prefeito ressaltou que a reabertura do Campo de Santana só foi possível devido ao esforço de uma série de órgãos municipais. E destacou que uma gestão eficiente permitiu o parque funcionar novamente.

– Não teve nenhum investimento excepcional aqui. É a própria estrutura da Prefeitura já existente, mesmo em um momento de dificuldades fiscais, operando focada nas prioridades da cidade. Foi uma parceria da Comlurb, Fundação Parques e Jardins, Conservação, SEOP, um conjunto de órgãos trabalhando para devolver este espaço público de qualidade para a população – destacou Paes.

O local passou por uma operação de limpeza, com 47 garis, ganhou nova iluminação e reforço da equipe de segurança da Guarda Municipal. Localizado na Praça da República, o Campo de Santana é uma das maiores áreas verdes (155 mil m²) do Centro.

– É uma enorme alegria reabrirmos o Campo de Santana, um espaço que sintetiza o que queremos fortalecer: uma cidade conectada com suas áreas verdes, com a natureza. Parques urbanos e naturais são locais abertos e, com os cuidados necessários, representam mais qualidade de vida aos cariocas – afirmou o secretário Eduardo Cavaliere.

No Campo de Santana, equipes da Parques e Jardins, das secretarias de Meio Ambiente (Smac), Ordem Pública (Seop) e Conservação (Seconserva), da Subprefeitura do Centro, da Comlurb, da Rioluz e da Guarda Municipal trabalharam em conjunto para entregar o parque limpo, organizado e em boas condições de uso.

– Nossa meta é tornar a cidade cada vez mais verde e humanizada – disse o presidente da FPJ, Fabiano Carnevale, que também participou do evento.

Novo horário de funcionamento

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente da Cidade (Smac) publicou resolução no Diário Oficial com a ampliação do horário de 38 parques na cidade, que passarão a abrir duas horas mais cedo, às 6h, com fechamento às 17h. O Campo de Santana é um deles.

A resolução estabelece ainda novos parâmetros para o uso de parques em função da pandemia. Segundo a Secretaria de Meio Ambiente, a ideia é evitar aglomerações e incentivar atividades ao ar livre com todos os cuidados necessários. Será aferida a temperatura de visitantes em locais fechados, e não será permitida a entrada de quem estiver com temperatura acima de 37,8 graus. Estão autorizados piqueniques com até seis pessoas que morem no mesmo domicílio, respeitando o distanciamento de dois metros entre os grupos.

Também estiveram presentes na cerimônia no Campo de Santana o secretário estadual do Ambiente e Sustentabilidade (Seas), Thiago Pampolha, e o presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Philipe Campelo.

Usuários elogiam reabertura do Campo de Santana

A reabertura do Campo de Santana foi elogiada pelos moradores da região. Se a área antes estava

abandonada, com lixo espalhado por todo canto, agora ela teve um tratamento adequado para receber de volta seus usuários.

– Aqui agora está show de bola. Fizeram uma boa limpeza e deixaram tudo mais bonito para a gente fazer nossos exercícios. Antes, tínhamos que dar a volta por fora do Campo de Santana, correndo o risco de assaltos – comemorou o cabeleireiro Afonso Camelo.

Cuidadora de idosos, Maria Marli Teixeira também elogiou a iniciativa da Prefeitura. Ela gostou, principalmente, do novo horário, com a abertura dos portões às 6 horas.

– Esse parque é lindo. Agora, a gente tem mais tempo para fazer nossa caminhada e o alongamento. Estou muito feliz em voltar a fazer meus exercícios aqui dentro.